Doutoramento

Acreditações

Logótipo da A3ES

Acreditado
6 Anos
17 jan 2020
Registo DGES
Registo inicial R/A-Ef 1024/2011 de 18-03-2011
Registo de alteração
Contactos

Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES)

Gestão de Doutoramentos
 Edifício Sedas Nunes (Edifício I), sala 2W6d
doutoramentos.cies@iscte.pt
(+351) 210 464 195
2.ª f - 6ª f, 10:00 - 13:00 / 14:30 - 18:00

Período de aulas

Ínicio 04 out 2021
Fim 28 mai 2022

Propinas estudantes UE (2021/2022)

1.ºAno 2000.00 €
2.ºAno 2000.00 €
3.ºAno 2000.00 €
Candidatar
Leccionado em Português

Plano de Estudos para 2021/2022

1º Ano
Análise e Desenho de Políticas Públicas
6.0 ECTS
Metodologias em Políticas Públicas: o Método Comparativo
6.0 ECTS
Políticas Públicas Europeias e Internacionais
6.0 ECTS
Seminário de Projecto de Investigação em Políticas Públicas
18.0 ECTS
Estado e Mercado: Debates Contemporâneos
6.0 ECTS
Metodologias em Políticas Públicas: Pesquisas Exemplares
6.0 ECTS
Optativas > Livres Ou Supletivas
Optativas > Livres Ou Supletivas
2º Ano
Tese em Políticas Públicas
120.0 ECTS
Tese em Políticas Públicas
3º Ano

Optativas recomendadas

A Comissão Científica do Doutoramento em Políticas Públicas recomenda aos alunos a frequência das optativas Teoria e História das Políticas Públicas e Indicadores e Estatísticas em Políticas Públicas.


Os alunos podem, no entanto, optar por qualquer outra unidade curricular disponível dos cursos de 2º e de 3º ciclo do ISCTE.

No momento de inscrição os alunos podem consultar, na plataforma onde é efetuada a matrícula online, as unidades curriculares que podem ser escolhidas como optativas.

  

Objetivos

Oferecer uma formação avançada no domínio das políticas públicas que proporcione aos alunos:

a) uma compreensão sistemática do domínio científico das políticas públicas, e em especial dos processos de internacionalização e europeização com elas associados,

b) um conhecimento actualizado das perspectivas analíticas, conceitos, teorias e problemas nos estudos pluridisciplinares das políticas públicas;

c) uma capacidade comprovada de desenho e operacionalização de modelos comparativos nesta área;

d) uma capacidade de realizar uma investigação significativa, respeitando parâmetros exigentes de qualidade e integridade académicas;

e) uma capacidade de comunicar com a comunidade académica e com a sociedade em geral sobre a área científica das políticas públicas;

f) uma capacidade de intervenção informada na análise, desenho, gestão e avaliação de políticas públicas, tanto em organizações nacionais como europeias e internacionais.

  

Pretende-se que ao concluir o ciclo de estudos os estudantes sejam capazes de:

a) identificar e avaliar os principais modelos de análise, quadros conceptuais e estratégias metodológicas do domínio científico das políticas públicas;

b) articular instrumentos teóricos e metodológicos na realização de investigação científica significativa e de qualidade na área das políticas públicas;

c) operacionalizar e aplicar os conhecimentos adquiridos ao desenho, análise, gestão e avaliação de políticas públicas, tanto no plano nacional como europeu e internacional;

d) comunicar e difundir os resultados do seu trabalho, na comunidade académica e na sociedade em geral.

Em cada unidade curricular estes objectivos são operacionalizados e medidos através de instrumentos específicos. No primeiro ano, os doutorandos frequentam seis seminários obrigatórios dedicados ao estudo das teorias e metodologias em políticas públicas, bem como duas cadeiras opcionais que cobrem um leque diversificado de áreas: políticas sociais, de defesa e de relações externas, educação, saúde, meio ambiente, imigração, média, ciência e tecnologia, energia e desenvolvimento (60 créditos, ECTS).

Complementarmente, frequentam um seminário de pesquisa, um ciclo internacional de conferências e o Fórum das Políticas Públicas. A realização e defesa da tese de doutoramento operacionalizam estes conhecimentos, aptidões e competências e proporcionam a aferição e medição do seu grau de cumprimento de forma integrada.

  

Tese de Doutoramento

Nos últimos dois anos, os doutorandos preparam a sua tese realizando uma investigação no Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES).

Inclui a frequência de:

  • Ciclo internacional de conferências em políticas públicas
  • Seminário doutoral de investigação em políticas públicas

Notas

1) A inscrição em tese requer a aprovação de um projeto de investigação para doutoramento e o seu registo.

2) A preparação da tese requer a realização de uma investigação no quadro do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES) ou, mediante autorização da direção do doutoramento, noutro centro de investigação.

3) Em alternativa à tese, e em condições de exigência equivalentes, os doutorandos podem optar por realizar uma compilação, devidamente enquadrada, de um conjunto coerente e relevante de trabalhos de investigação já objeto de publicação em revistas com comités de selecção de reconhecido mérito internacional.

4) A preparação da tese, ou da compilação de artigos, é obrigatoriamente orientada por um doutor para o efeito nomeado pela direção do doutoramento.

  

Contactos
Candidatar
Voltar ao topo