Notícias

IBS • 11 set 2017
Mestrado em Gestão do ISCTE-IUL no ranking Financial Times

ISCTE Business School classifica-se pela primeira vez no ranking de Mestrados em Gestão do Financial Times. O Mestrado em Gestão de Empresas da ISCTE Business School possui, a nível nacional, o tempo mais reduzido para a recuperação do valor da propina com base no salário atual dos graduados. Portugal é o sexto país com mais escolas representadas no ranking.

 É a segunda vez que a ISCTE Business School (IBS) se classifica num ranking do Financial Times, um dos mais importantes rankings internacionais de escolas de gestão, alcançando a 84ª posição na lista dos melhores mestrados em gestão. Este ranking contempla agora três escolas portuguesas – todas de Lisboa –, incluindo a Nova SBE e a Católica Lisbon.

De acordo com José Paulo Esperança, Diretor da ISCTE Business School, “esta classificação é extremamente valiosa porque melhora a nossa visibilidade internacional e vem reconhecer o trabalho desenvolvido pela escola desde a sua fundação”. O professor reforça o facto de “esta classificação apenas ser possível devido à obtenção de uma das principais acreditações académicas internacionais no ano passado – a AACSB”.

O Mestrado em Gestão de Empresas da ISCTE Business School destaca-se principalmente no indicador de recuperação do investimento académico, obtendo a 22ª posição, pois os preços competitivos do programa permitem que os graduados recuperem o investimento académico numa janela temporal muito reduzida. Por outro lado, é um dos mais equilibrados na igualdade de género, refletindo uma característica de toda a escola de gestão. De facto, contribuindo também para a posição global do mestrado, encontram-se indicadores relativos ao corpo docente (47% mulheres) e ao equilíbrio de género no conselho consultivo da escola (50% de mulheres), permitindo alcançar a 3ª e a 1ª posição a nível mundial, respetivamente. Finalmente, também ao nível da escola, a elevada representação de membros estrangeiros no conselho consultivo (78%) é uma característica distintiva conduzindo à 8ª posição no ranking.

Em todos os quatro indicadores mencionados acima, a ISCTE Business School é a melhor escola em Portugal. O ranking contempla 17 indicadores que avaliam a qualidade da escola e do mestrado em três principais dimensões, nomeadamente no progresso de carreira dos graduados, na diversidade da escola, e na experiência e investigação internacional. Este ranking é liderado por St Gallen, com a HEC Paris e a IE Business School a fecharem as três primeiras posições. Outras escolas, também conhecidas internacionalmente, tais como Tilburg, Luiss ou Nottingham, classificaram-se atrás da IBS.

A representação de Portugal deve ser realçada, já que é o sexto país com mais escolas de gestão comtempladas no ranking (3), apenas atrás da França (20), do Reino Unido (18), da Alemanha, da Bélgica e da Holanda (5). Com o mesmo número de escolas que Portugal encontram-se o Canadá, a Espanha, a Índia e a Itália.

De forma a serem elegíveis, as escolas têm de cumprir diversos requisitos, sendo o mais importante a detenção de uma das duas principais acreditações internacionais de escolas de gestão (AACSB ou EQUIS). A IBS obteve a AACSB no ano passado, integrando um grupo restrito de 5% de escolas acreditadas a nível mundial.

Voltar ao topo
Aviso de cookies
Este portal utiliza cookies e outras tecnologias na navegação do site ...