Docentes

Professora Auxiliar na Universidade Autónoma de Lisboa nos ciclos de licenciatura, mestrado e doutoramento em Relações Internacionais e convidada do Mestrado em Estudos Internacionais e do Doutoramento em Ciência Política do ISCTE-IUL. Investigadora Integrada do Observare e associada do Centro de Estudos Internacionais (CEI-IUL) e do CISDI-UM – Centro de Investigação em segurança e defesa do Instituto Universitário Militar. É doutorada em Relações Internacionais pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (especialização em Estudos Europeus), com tese intitulada “A União Europeia e a Segurança Humana: um ator de gestão de crises em busca de uma cultura estratégica? Análise e considerações prospetivas.” (2011). É Mestre em Sociologia do Desenvolvimento e da Transformação Social (2006) e licenciada em Relações Internacionais (2003) pela mesma Faculdade. É pós-graduada (2005) em Direitos Humanos e Democratização pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Auditora do Curso de Defesa Nacional em 2011/2012 foi, de 2014 a 2016, Presidente da Direção da Associação de Auditores dos Cursos de Defesa Nacional (AACDN). Auditora do Curso de Defesa para Jovens em 2004, na Base Naval do Alfeite, foi Presidente da Direção da DECIDE – Associação de Jovens Auditores para a Defesa, Segurança e Cidadania entre 2009 e 2013. Foi Formadora da rede de formadores portugueses da Comissão Europeia Team Europa de 2007 a 2016. Desde 2015, é formadora regular dos cursos do Colégio Europeu de Segurança e Defesa “CSDP Training for Eastern Partnership Countries” e “CSDP Reflection Seminar”. É conferencista convidada da Academia da Força Aérea nos cursos de promoção a Capitão e Sargento Chefe e no estágio dos comandantes de unidade. Em 2013 foi selecionada pela Fullbright Portugal para a frequência do programa SUSI – Study of United States Institute e, em 2016, foi a candidata portuguesa escolhida para o programa German Marshall Fund Fellowship. De Março de 2015 a Fevereiro de 2017, desempenhou as funções de Subdiretora-Geral de Política de Defesa Nacional na Direção Geral de Política de Defesa Nacional, tendo sido agraciada pelo Governo de Espanha com a Cruz del Mérito Aeronáutico con Distintibo Blanco (Agosto 2016) e com a medalha de Defesa Nacional de Primeira Classe (Dezembro 2017). É convidada residente do programa “Olhar o Mundo” da RTP e convidada regular de programas de informação da RTP 3, Antena 1, TSF e Rádio Renascença para comentar a atualidade internacional.  
Ana Mónica Fonseca é investigadora de Pós-Doutoramento no Centro de Estudos de Internacionais do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa (CEI-IUL), onde é igualmente Professora Auxiliar Convidada no Departamento de História. Entre 2006 e 2015 foi investigadora convidada no Instituto Português de Relações Internacionais da Universidade Nova de Lisboa (IPRI-NOVA). Concluiu o seu doutoramento em História Moderna e Contemporânea em 2011 no Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL) com uma tese intitulada «É Preciso Regar os Cravos!» A Social-Democracia Alemã e a transição portuguesa para a Democracia (1974-1976), que recebeu a Menção Honrosa do Prémio Vitor de Sá de História Contemporânea 2012 e também a Menção Honrosa do Prémio Fundação Mário Soares-EDP 2012. A sua tese de Mestrado em História das Relações Internacionais (ISCTE-IUL), que recebeu o Prémio Fundação Mário Soares em 2006, foi publicada em 2007: A Força das Armas: O apoio da República Federal da Alemanha ao Estado Novo (1958-1968) [Lisboa: MNE-ID, 2007]. As suas áreas de investigação incidem sobre as transições para a democracia na Europa do Sul, as relações luso-alemãs durante a Guerra Fria e a social-democracia europeia e a promoção da democracia. Tem publicado regularmente em revistas nacionais e internacionais (Journal of European Integration History, Portuguese Journal of Social Sciences, Ler História, Relações Internacionais), e participado em diversas obras colectivas.
FORMAÇÃO ACADÉMICA: Grau: Doutoramento em História Social Contemporânea, na especialidade de História das Mentalidades e da Cultura Instituição: ISCTE-IUL (Lisboa) Data: 28-03-1996 Classificação: Aprovada com distinção e louvor por unanimidade Instituição: ISCTE-IUL   CENTROS DE INVESTIGAÇÃO: Membro do CIES-IUL - Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (ESPP) [História Moderna e Contemporânea] Sócio da Association for the Study of Nationalism and Ethnicity (London School of Economics and Political Science)   ORIENTAÇÕES: DOUTORAMENTO - Teses defendidas: - Rafael Almeida Serra Dias. Povos Irmãos? Os Brasileiros em Portugal: Disptas e Negociações Identitárias (1986-2007). Programa Inter-Universitário de Doutoramento em História, ISCTE-IUL (2016) - José Manuel Viegas Neves. Comunismo e Nacionalismo em Portugal. Política, Cultura e História no Século XX. Doutoramento em História Moderna e Contemporânea, ISCTE-IUL (2007) MESTRADO - Teses defendidas: - Pedro Pinto, O PCP e a Desagregação da URSS (1985-2007). Mestrado em História Moderna e Contemporânea. ISCTE-IUL (2018) - Salomão Arão Chipeco, O Fim da Guerra Fria na Imprensa Angolana. O Jornal de Angola (1988-1991). Mestrado em História Moderna e Contemporânea. ISCTE-IUL (2016) - Marcelina Macana Bungo, O Pensamento Político de Agostinho Neto no Contexto da Luta de Libertação Nacional em Angola. Mestrado em História, Defesa e Relações Internacionais, ISCTE-IUL (2015) - Pedro Castro. Os Banqueiros na Revolução (1974-75). Mestrado em História Moderna e Contemporânea. ISCTE-IUL (2014) - Davide Maldarella. Imprenditori italiani e trata dei coolies cinesi in America Latina (1847-1874). European Master in History, Università di Pisa & ISCTE-IUL (2013) - Rita Margarida Martins Viana. NATO: Aliança ou Organização de Segurança? Análise de 1991 a 2010. Mestrado em História, Defesa e Relações Internacionais, ISCTE-IUL (2012) - Rafael de Ávila Betencourt. O Discurso Contra-Hegemônico dos Direitos Humanos na Revolução Bolivariana. Mestrado em História Moderna e Contemporânea, ISCTE-IUL (2012) - Ana Matias. Imagens e Estereótipos da Sociedade Portuguesa sobre a Comunidade Chinesa. Mestrado em História Moderna e Contemporânea, ISCTE-IUL (2007) BIBLIOGRAFIA: Livros (autor)   A Invenção de Oliveira Martins. Política, Historiografia, Identidade nacional no Portugal contemporâneo (1867-1960). Lisboa. INCM. 2005   Artigos em revistas de circulação internacional com arbitragem científica   Um longo degelo: a guerra colonial e a descolonização nos ecrãs portugueses (1974-1994). Um inventário, Ler História, 2013, nº 65, p. 159-177   A guerra colonial e a descolonização vistas pelas sondagens de opinião (1973-2004). Nação e Defesa, 2011, 130, p. 267-295   Crescimento – Pobreza – Desigualdade. Assimetrias mundiais entre Estados e Regiões. Ler História, 2004, 46, p. 111-157 História nacionais: entre o passado e o futuro - apresentação / National histories: between the past and the future - introduction (Em colaboração com Magda Pinheiro). Ler História, 2001, 41, p. 5-13 O falso Portugal de Oliveira Martins. Ler História, 2000, 38, p. 57-86 O irmão inimigo. Revista da Universidade de Coimbra, 1999, 38, p. 203-220 Oliveira Martins historiador ou o problema da dupla vida de Portugal. Ler História, 1996, 30, p. 37-70 Entre silêncio e ouro. Sondando o milagre de Ourique na cultura portuguesa. Ler História, 1990, 20, p. 3-37 Na manhã fértil. Sondando o milagre de Ourique na cultura portuguesa. Ler História, 1988, 16, p. 3-28   Capítulos de livros   Da “ilusão bibliográfica” às Novas Biografias. In José Neves (ed.), Quem Faz a História. Ensaios sobre o Portugal Contemporâneo, Lisboa, Tinta-da-China, 2016, p. 101-113   A semente e os frutos. In M.J. Vaz, A. Pina & C. Maurício (eds.), Metamorfoses da Cultura. Estudos em Homenagem a Maria Carlos Radich, Edições CEHC, 2013, p. 9-11   O campo semântico de nação antes da Idade Contemporânea. In J.V. Serrão, M. Pinheiro e M.F.S.M. Ferreira (eds.), Desenvolvimento Económico e Mudança Social. Portugal nos últimos 2 séculos, Lisboa, Imprensa de Ciências Sociais, 2009, p. 601-612 História. In António Barreto e Maria Filomena Mónica (eds.), Dicionário de História de Portugal - Suplemento, Porto, Livraria Figueirinhas, Vol. VIII, 1999, p. 172-177 Uma cronologia de J.P.O. Martins. In Espólio Oliveira Martins (Esp. E 20) - Inventário. Lisboa, Instituto da Biblioteca Nacional e do Livro, 1995, p. 35-48   Outras contribuições em revistas de circulação internacional com arbitragem científica (exceto recensões críticas)   Hobsbawm, ou quando o nacionalismo inventa a nação. Ler História, 2012, 62, p. 113-116 Discriminação na União Europeia. Mundos separados, desígnios comuns. Ler História, 2007, 2, p. 213-220 Liberdade, Igualdade, Fraternidade no limiar do século XXI. Ler História, 2006, 50, p. 173-187 Recursos eletrónicos para o estudo da nação, etnicidade e sociedade global, Ler História, 2005, 48, p. 207-226   EDITOR ON-LINE: Editor do Site "Materiais para o Estudo da Nação, Etnicidade e Nacionalismo" (http://menen.dh.iscte.pt/index.htm)
Assistente Convidada do Departamento de História do ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, onde lecciona a UC História e Cultura Portuguesa, dirigida a alunos de Mobilidade Internacional, e colabora na UC Teorias da Cultura. Assistente de Investigação do CIES-IUL, encontra-se em fase de conclusão da tese de doutoramento em História Moderna e Contemporânea, orientada pela Prof.ª Doutora Magda Pinheiro. Foi Bolseira de doutoramento FCT entre 2012 e 2016. Participou como investigadora no Projecto Exploratório financiado pela FCT «Controlo Social e Política Penal no Liberalismo português: reformas nacionais, circulações transnacionais, c. 1820-1867» (EXPL/EPHHIS/1600/2013), acolhido pelo ISCTE - IUL entre Março de 2014 e Maio de 2015.
Fernando Jorge Cardoso coordena o gabinete de estudos estratégicos e do desenvolvimento do Instituto Marquês de Valle Flôr, IMVF. É professor associado convidado do ISCTE-IUL, membro do respetivo Centro de Estudos Internacionais e diretor executivo do Clube de Lisboa. É economista, licenciado (1976) pela Universidade Eduardo Mondlane e doutorado (1991) com agregação (2006) pelo Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa. Em Moçambique, foi diretor da Faculdade de Economia da UEM (1978-1983), assessor do Ministro do Plano (1977-1983) e diretor-geral da Açucareira Maragra (1983-1985). Em Portugal, chefiou o programa África do Instituto de Estudos Estratégicos e Internacionais (1991-2012), foi vice-reitor da Universidade Moderna de Lisboa (2000-2007) e professor catedrático da Universidade Fernando Pessoa (2010-2012). Coordenou cerca de 2 dezenas de projetos de pesquisa, realizou consultorias de cooperação e desenvolvimento em diversos países, para o PNUD, a CE, o Instituto Camões e os PALOP-TL e organizou e participou, como orador ou perito, em numerosos seminários nacionais e internacionais. Foi copresidente da comissão de organização das Conferências do Estoril (2009 e 2011) e copresidente (2007-2015) do Europe-Africa Policy Research Network (EARN), grupo de 24 think-tanks e centros académicos de pesquisa de vários países europeus e africanos. Participou numa centena de júris de mestrado e doutoramento, é autor ou coautor de uma dezena de livros e publicações autónomas e cerca de meia centena de artigos em capítulos de livros e revistas referenciadas e realizou numerosas comunicações orais e escritas em eventos académicos e profissionais. É colaborador habitual em diversos órgãos de informação, nacionais e estrangeiros. As atuais áreas de interesse são as do desenvolvimento sustentável, das dinâmicas da geoeconomia e geopolítica e dos estudos africanos.
Professora Auxiliar convidada no ISCTE-IUL. Investigadora Integrada e Gestora de Ciência no Centro de Estudos Internacionais do ISCTE-IUL. Assistente Editorial no Portuguese Journal of Social Science. Doutoramento em História, Estudos de Segurança e Defesa sobre análise crítica do discurso da justificação normativa da União Europeia como actor de gestão de crises (ISCTE-IUL). Mestrado em European Political and Administrative Studies pelo College of Europe (Bruges), e pós-graduação em Estudos Clássicos (Universidade de Lisboa). Interesses de investigação: União Europeia, Política Comum de Segurança e Defesa, Geopolítica, discurso político, comunicação social, análise crítica de discurso, Pós-Estruturalismo, Construtivismo, Ciências da Comunicação.
Luís Miguel Carolino is an Assistant Professor at the Lisbon University Institute (ISCTE-IUL), Portugal, where he is also a researcher affiliated with CIES. He was Visiting Professor at the University of California, Berkeley (2019) and Federal University of Rio de Janeiro (2007). Before joining the History Department at the ISCTE-IUL, in September 2013, he held postdoc and research positions at the Institute and Museum of the History of Science (IMSS), Florence, Italy (2001-02), Museum of Astronomy and Related Sciences (MAST), Rio de Janeiro, Brazil (2002-07) and University of Lisbon, Portugal (2008-13). His main research interests concern History of Science, History of Learned Institutions and Early Modern Natural Philosophy, Cosmology and Astronomy, areas in which he has published extensively. Carolino is member of the International Commission of the History of Universities.
Luís Nuno Rodrigues é Professor Catedrático do Departamento de História do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa e Diretor do Centro de Estudos Internacionais (CEI-IUL) e do Mestrado em Estudos Internacionais, na mesma instituição. Doutorado em História Americana pela Universidade do Wisconsin e em História Moderna e Contemporânea (especialidade História das Relações Internacionais na Época Contemporânea) pelo ISCTE-IUL, foi Visiting Professor na Brown University, Estados Unidos da América, Diretor da revista científica Portuguese Journal of Social Science e Diretor do Doutoramento em História, Estudos de Segurança e Defesa (em colaboração com a Academia Militar). As suas áreas de especialização são a História das Relações Internacionais, História da Guerra Fria, História de Portugal do século XX e História dos Estados Unidos da América. Orientou 15 teses de doutoramento e 35 teses de Mestrado. Organizou mais de uma centena de colóquios, conferências e seminários e apresentou comunicações orais em número idêntico de eventos científicos, em Portugal e no estrangeiro. É autor de 9 livros, coordenador de outros 8 e publicou 55 capítulos de livros ou entradas em obras coletivas e mais de 30 artigos em revistas especializadas. A sua obra Kennedy-Salazar: A Crise de Uma Aliança. As Relações Luso-Americanas entre 1961 e 1963, publicada em 2002, foi galardoada com os Prémios Fundação Mário Soares e Aristides Sousa Mendes. Entre as suas publicações mais recentes contam-se o livro Spínola, publicado pela Esfera dos Livros em 2010, a obra coletiva intitulada Perceptions of NATO and the New Strategic Concept, que editou com Volodymyr Dubovyk, o artigo “Establishing a ‘Cultural Base’? The Creation of the Fulbright Program in Portugal”, publicado em 2017 na International History Review e a obra coletiva L'Aviation et son impact sur le temps et l'espace, publicada em 2019 pelas Editions Le Manuscript. Coordena presentemente o projecto de investigação "NoWall: Europe and the Fall of the Berlin Wall", no CEI-IUL.
Maria Luísa Brandão Tiago de Oliveira concluiu o Doutoramento em História Moderna e Contemporânea em 2000 pelo ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa e a Licenciatura em História em 1981 pela Universidade de Lisboa. É Professora Auxiliar no ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa e investigadora integrada do CIES. É autora, co-autora ou organizadora de 9 livros. Publicou 8 artigos em revistas especializadas. Possui ainda 23 capítulo(s) de livros e 21 entrevistas publicadas. Organizou 21 eventos científicos. Participou ainda em 133 eventos, dos quais constam muitas actividades de disseminação de cultura científica. Co-orientou 1 tese de doutoramento; atualmente orienta 1 e co-orienta 2. Orientou 17 dissertações de mestrado e co-orientou 2; atualmente orienta 3. Participou em 38 júris académicos (mestrado: 31; doutoramento: 7). Investigadora responsável em 3 projetos; participou como investigadora em 3 outros. Historiadora, colabora frequentemente com colegas de outras Ciências Sociais. Áreas de interesse: História Oral, Culturas de resistência, Transição para a Democracia, Movimentos Sociais
Professor at Lisbon University Institute, Nuno Luis Madureira works currently in the areas of economic history, contemporary history of energy and environmental history. Visiting scholar at University of Harvard and visiting scholar at University of Berkeley, USA; member of the permanent pool of referees of the European Science Foundation (2006-2013) and of the College of Reviewers of the European Science Foundation (2016-2023). Consultant of the  NWO -Netherlands Organization for Scientific Research.  Member of ISCTE's General Board. Coordinator of several collective research projects. Author of eleven Books, the last of which, "Key concepts in energy: technology, economy and History", Springer, was published in 2014. Author of academic articles published in the following journals: Energy Policy, Environment and History, Technology & Culture, Business History, Business History Review, Journal of the Philosophy of History, Journal of Global History, Contemporary European History, European Review of History- Revue Europeenne d'Histoire, Journal of Contemporary History, Política y Sociedad and LLul. Short articles can also be found in several International Encyclopedias and web sites. N.L. Madureira speaks fluently French and English.
Paulo Teodoro de Matos is an historian and holds a PhD in Historical Demography. Since 2019 he is Assistant Professor at Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), Department of History. His main research activities are related to Historical Demography, Social History and History of the Portuguese Expansion. Recently he has been also interested in studying prices and wages in the Portuguese Indic Ocean, 1500-1650. He is the PI of the international research project “Counting Colonial Populations. Demography and the uses of statistic in the Portuguese empire, 1776-1875” and member of the research project "Local and European Wages in the Portuguese Ocean, 1500-1650: new sources and analytical tools". His latest article is "Early Portuguese Data for wage developments in India: Kannur (Cananor): 1516-1517" (Ler História, 2019).
Consultar http://paulomiguelmartins.wordpress.com/
Pedro Seabra é Investigador de Pós-Doutoramento no Centro de Estudos Internacionais do Instituto Universitário de Lisboa (CEI-IUL) e Professor Auxiliar Convidado do ISCTE-IUL. É doutorado em Ciência Política, com especialização em Relações Internacionais, pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS, ULisboa) e Mestre em Ciência Política e Relações Internacionais pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa (FCSH-UNL). Anteriormente foi Nuclear Security Fellow da Escola de Relações Internacionais-Fundação Getúlio Vargas (FGV), SUSI Fellow do Departamento de Estado dos EUA, e Leibniz-DAAD Research Fellow do German Institute for Global and Area Studies (GIGA). Em 2019 foi Professor Visitante do Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (IREL-UnB) e da Universitas Islam Indonesia (UII). Entre 2013 e 2016, foi Investigador Visitante do IREL-UnB, do Centre for Governance Innovation da Universidade de Pretória (GovInn-UP) e do ICS, ULisboa. Trabalhou igualmente como Investigador do Instituto Português de Relações Internacionais e Segurança (IPRIS). Os seus interesses de investigação concentram-se na área de Relações Internacionais, Segurança Internacional, dinâmicas regionais do Atlântico Sul e security capacity-building em África.
Riccardo Marchi é investigador de pós-doutoramento no Centro de Estudos Internacionais do Instituto Universitário de Lisboa (CEI-IUL) com um projecto sobre contra-subversão em Portugal durante a Guerra Fria em perspectiva comparada. As suas áreas de investigação são o radicalismo de direita (pensamento político, partidos e movimentos) e as relações entre Estados e organizações radicais na Europa contemporânea. Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian (2015) para a publicação de um livro sobre direita radical portuguesa na transição à democracia. Começou a sua carreira académica no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS-UL) sobre os temas das direitas radicais no fim do Estado Novo e na democracia portuguesa em perspectiva comparada (2008-2014). Nesse âmbito foi investigador visitante na Universidade Pablo de Olavide de Sevilha (Espanha, 2007) e na Universidade da California, Berkeley (Estados Unidos, 2008). Lecionou a cadeira de Metodologia da Investigação nos cursos de licenciatura e mestrado da Universidade Europeia (Portugal, 2010-2014). Participou no projecto internacional Internationalisation des droites radicales Europe/Amériques (IDREA), coordenado por Professor Olivier Dard, Universidade de Metz (França, 2012-2015) e desde 2014 integra a rede internacional de investigação “Direitas, História e Memória”. Actualmente é Investigador Principal do projecto NEAR New Euro-American Radical Right financiado pela FCT.
Doutorada em História Moderna e Contemporânea pelo ISCTE-IUL, em 2017, com uma Tese intitulada "A Defesa e Salvaguarda do Património em Portugal: as Associações de Defesa do Património (1974-1997)", com a orientação da Prof. Doutora Ana Maria Pina (ISCTE-IUL) e co-orientação do Prof. Doutor Jorge Custódio (IHC/FCSH/UNL). Completou a Pós-Graduação em Património e Projectos Culturais, no ISCTE-IUL, em 2009. Licenciada em História, variante de Arqueologia, pela Universidade de Lisboa, em 1994. O percurso profissional iniciou-se na Arqueologia, com a participação em várias intervenções arqueológicas no âmbito de Estudos de Impacto Ambiental, Prospecções de campo, Escavações Arqueológicas, Projectos de Valorização Patrimonial e Gestão de Património Cultural. Ligada ao movimento associativo de Defesa do Património, com uma participação na Associação Portuguesa dos Amigos dos Castelos (entre 2003 e 2013), sendo responsável pelo desenvolvimento de projectos de valorização e salvaguarda patrimonial, nomeadamente no campo da fortificação, e mais recentemente na Associação Portuguesa de Arqueologia Industrial, sendo membro da sua Direcção. Investigadora Integrada do CIES-IUL, sendo investigadora do projecto OPAC - Observatório Português das Atividades Culturais, na área de Património Cultural. Investigadora colaboradora do IHC - Instituto de História Contemporânea. Projectos de investigação, coordenados por entidades académicas diversas: projecto "Arquitecturas do Mar" (2011-2014) coordenado pela Faculdade de Arquitectura da Universidade de Lisboa; projecto "A Era do Vapor", projecto alojado na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UNL. Ligações ao Laboratório Sustenta (Faculdade de Arquitectura da UL) e ao Campo Arqueológico de Mértola (de quem foi bolseira entre os anos 2012 e 2013). É Professora Auxiliar Convidada no ISCTE-IUL e lecciona, no presente, as seguintes Unidades Curriculares: Inventário e Interpretação Patrimonial (Mestrado em Empreendedorismo e Estudos da Cultura); Estudos de Coleções (Mestrado em Empreendedorismo e Estudos da Cultura); Património Cultural: Conceito e Práticas (Licenciatura em História Moderna e Contemporânea).
Voltar ao topo