Docentes

Professora Auxiliar no Departamento de Economia Política da Escola de Ciências Sociais e Humanas do ISCTE - IUL e Investigadora do Centro de Estudos sobre a Mudança Socioeconómica e o Território (DINÂMIA'CET). Doutorada em Economia pelo ISCTE e mestre em Desenvolvimento e Cooperação Internacional pelo ISEG-UTL. A sua tese de doutoramento intitula-se A Dificuldade da Escolha. Acção e Mudança Institucional.É subdirectora do DINÂMIA'CET. É também membro do Observatório sobre as Crises e as Alternativas do Centro de Estudos Sociais (CES - Universidade de Coimbra) em colaboração com o Instituto para os Estudos Laborais da Organização Internacional do Trabalho (INST/OIT). Os seus atuais interesses de investigação incluem a economia política da austeridade com destaque para os fundamentos teóricos e epistemológicos da crise económica de 2007-2008 e das respostas à crise e os valores, a incomensurabilidade de valor e a valoração na tomada de decisão pública.
É Professor Auxiliar - ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa. Publicou 5 artigos em revistas especializadas e 2 trabalhos em actas de eventos, possui 1 livro publicado. Possui 12 itens de produção técnica. Recebeu 1 prémio e/ou homenagem. Actua na área de Direito.
Investigadora integrada no DINÂMIA'CET-IUL, ISCTE-IUL (grupo de investigação Cidades e Territórios), colaborando em projetos como as Estratégias para a Cultura no Município de Oeiras, Estudo de Avaliação de Impactos da ARTEMREDE; CREATOUR “Desenvolver Destinos de Turismo Criativo em Cidades de Pequena Dimensão e em Áreas Rurais”, 4HCREAT “Quadruple Helix to stimulate innovation in the Atlantic Cultural & Creative SMEs”. É membro da rede internacional COST Action CA18214 “The Geography of New Working Spaces and the Impact on the Periphery”.     Tem um doutoramento em Sociologia pela Escola de Sociologia e Políticas Públicas do ISCTE (financiado pela FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia). Simultaneamente, participou na rede internacional de investigação COST ACTION IS1007 “Investigating Cultural Sustainability”, na qual estudou várias políticas e planos estratégicos na área da cultura e desenvolvimento sustentável em diferentes municípios europeus. Paralelamente colaborou com a INTELI - Centro de Inovação em vários projetos europeus com a participação de várias autarquias no âmbito do planeamento territorial e políticas de cultura, criatividade e inovação. É mestre em Ciências da Comunicação - variante de Indústrias Culturais e Criativas (Faculdade de Ciências Humanas, Universidade Católica Portuguesa e é licenciada em Design d
ISABEL SALAVISA é Professora Associada com Agregação de Economia no Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), em Lisboa. É doutorada em Economia. Atualmente é Vice-Reitora para a Investigação do ISCTE-IUL. A sua investigação é desenvolvida no DINÂMIA’CET-IUL - Centro de Estudos sobre a Mudança Socioeconómica e o Território, de que foi diretora (2004-2013) e onde co-coordena o Grupo de Investigação ‘Inovação e Trabalho’. Atualmente é coordenadora de um Work Package do projeto de investigação SPLACH - Spatial Planning for Change (2017-2020), financiado pelo Compete 2020, com coordenação geral do CITTA (Univ. Porto), e com participação do DINÂMIA-CET-IUL e do GOVCOPP (Univ. Aveiro). É membro do International Advisory Board do Jean Monnet Centre of Excellence on "Labour, Welfare and Social Wrights in Europe" (LAWESRE), coordenado pela Roma Tre University (2018-2021). Os seus temas de investigação compreendem a economia da inovação, área em que se doutorou; transições para a sustentabilidade ambiental; e políticas sociais e Welfare State na Europa.   Coordenou e participou num grande número de projetos de investigação. Tem publicado livros e artigos em revistas internacionais e participado num grande número de conferências, sobretudo internacionais. Tem supervisionado dissertações e teses de doutoramento e ensina em domínios como a economia da inovação, a economia e políticas da UE, e as políticas de sustentabilidade.  É membro de associações e redes e ‘referee’ de várias revistas internacionais. Lisboa, abril de 2020   Livros recentes: Matos, S., Vairinhos, V., Salavisa, I., Edvinsson, L. and Massaro, M. (eds.) (2020), Knowledge, People, and Digital Transformation: Approaches for a Sustainable Future, Cham, Switzerland, Springer Nature (maio de 2020).  Salavisa, I. and Fontes, M. (eds.) (2012), Social networks, Innovation and the Knowledge Economy, London and New York, Routledge, XXIII+339 p. Salavisa, I., Rodrigues, W. and Mendonça, S. (2007) (eds.), Inovação e Globalização – Estratégias para o Desenvolvimento Económico e Territorial, Porto, Campo das Letras, 407 p. Salavisa, I. and Valente, A. C. (2006) (eds.), Technological Innovation and Employment – The Portuguese Case, Lisbon, DINÂMIA (com a contribuição de Pascal Petit et al.), 281 p.   Artigos recentes: Marques, P. and Salavisa, I. (2017), “Young people and dualization in Europe: A fuzzy set analysis”, Socio-Economic Review. 15(1), pp. 135-160. Indexed in WoS (Q1, IF=1.926; 5 year IF: 2.820) and in SCOPUS (Q1; SJR=2.207) DOI: 10.1093/ser/mww038 Valente, A.C., Salavisa, I., Lagoa, S. (2016), “Work-based Cognitive Skills and Economic Performance in Europe”, European Journal of Innovation Management. 19(3), pp. 383-405, Scopus (Q2, SJR=0.56), ISSN: 1460-1060. DOI: 10.1108/EJIM-07-2014-0073. Marques, P., Salavisa, I. and Lagoa, S. (2015), “What are the best policies for fighting poverty? Learning from the recent European experience”, Portuguese Journal of Social Science, 14(2), pp. 207-223. Scopus (Q3, SJR=0.14) and WoS. ISSN: 20509-790. DOI: 10.1386/pjss.14.2.207_1 Salavisa, I., Sousa, C. (2014), “Innovation Strategies and Network Configurations in Knowledge-Intensive Services”, International Journal of Innovation and Regional Development, Vol.5, Nos. 4-5. EconLit. DOI: 10.1504/IJIRD.2014.064155 Salavisa, I., Sousa, C. and Fontes, M. (2012), “Topologies of innovation networks in knowledge-intensive sectors: Sectoral differences in the access to knowledge and complementary assets through formal and informal ties”, Technovation, 32 (6), pp. 380-399. WoS, (Q1, IF=3.287). DOI:10.1016/j.technovation.2012.02.003   Associações e Redes: EAEPE - European Association for Evolutionary Political Economy STRN – Sustainability Transitions Research Network APEP - Associação Portuguesa de Economia Política  
Doutorado em Economia (ISCTE-IUL), Mestre em Planeamento Regional em Economia (UTL) e Licenciado em Economia (ISE). Professor Auxiliar no Departamento de Economia Política e director do Mestrado em Estudos de Desenvolvimento. Lecciona no ISCTE-IUL desde 1996 nas áreas da Economia do Desenvolvimento, Economia e Planeamento do Território e Políticas Públicas em Programas Doutorais (Arquitectura) e em cursos de Mestrado (Estudos de Desenvolvimento, Estudos Internacionais, Economia e Políticas Públicas, Economia Social e Solidária e Arquitectura dos Territórios Metropolitanos Contemporâneos). É investigador do centro de investigação Dinâmia-CET. Desenvolve pesquisa em metodologia da investigação transdisciplinar, globalização e novas formas de governança local, planeamento regional e urbano para a inovação social e a resiliência territorial e avaliação 'realista' em políticas públicas. Desenvolveu também pesquisa no quadro de programas europeus de natureza experimental (Pobreza III, Emprego & Adapt, Equal, etc.), programas nacionais (Iniciativa Bairros Críticos, Programa Rede Social, etc.), e organizações internacionais como a Organização Internacional do Trabalho (OIT) (Programa STEP, Projecto CIARIS, Projecto BRIDGES) e a OCDE (Projecto IESED). É socio-fundador da Agência para a Coesão Territorial dos Açores (AGECTA) onde tem vindo a desenvolver a Academia para a Coesão nos Açores (ACA). É membro da Comissão Científica para a Implementação da Estratégia Regional Contra a Pobreza da Região Autónoma dos Açores (2018-2028) por convite do Governo Regional.
Professor de Economia Política e Estudos de Desenvolvimento. Investigador Integrado do Centro de Estudos Internacionais (CEI) do Iscte. Membro da European Society for the History of Economic Thought, World Economics Association e Associação Portuguesa de Economia Política. Licenciatura em Economia pelo ISEG-Universidade de Lisboa (1993), Mestrado em Desenvolvimento e Cooperação Internacional pelo ISEG-Universidade de Lisboa (1996), Doutoramento em Economia pelo Iscte-Instituto Universitário de Lisboa (2009). Ampla experiência de ensino (licenciaturas, mestrados, doutoramentos) e funções de gestão académica, no Iscte e noutras instituições de ensino superior em Portugal, Moçambique e Angola: ISEG-Universidade de Lisboa, Universidade Atlântica, Instituto Politécnico de Coimbra, Universidade Eduardo Mondlane (Maputo), Universidade Católica de Angola (Luanda). Entre 1999 e 2013, exercício de funções de auditoria e consultadoria científica no Gabinete de Avaliação Educacional/ Instituto de Avaliação Educacional, Ministério da Educação de Portugal. Áreas de interesse (ensino e investigação): - História das Ideias Económicas e Políticas - Economia Política Internacional - Estudos de Desenvolvimento - Estudos Africanos
Professora Auxiliar com Agregação do Departamento de Economia Política do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa. Agregação (2020) e Doutoramento (2005) em Economia (ISCTE), Mestrado em Economia e Política Social (ISEG, 1997), Licenciatura em Sociologia (ISCTE, 1991). Diretora da Escola de Ciências Sociais e Humanas desde 2019 (-2022). Lecciona desde 1991 nas áreas da história das ideias económicas, da economia social e solidária e da economia do território e do ambiente. A leccionação tem sido desenvolvida nos três ciclos de estudo e nas várias Escolas do ISCTE, incluindo formação em Economia e outras ciências sociais (p.e., Sociologia, Ciência Política). A investigação atual é desenvolvida no âmbito de projetos internacionais e nacionais, com financiamento europeu (RurAction, Horizon 2020, Marie-Curie) e nacional (Splash, Portugal 2020, Compete). As publicações, nacionais e internacionais,  têm resultado da investigação na área da economia política, incluindo as temáticas do território, da  inovação e da sustentabilidade. Foi Diretora do Departamento de Economia Política (2016-2019), Sub-Diretora da Escola de Ciências Sociais e Humanas (2016-2019) e Vice-Presidente do Conselho Pedagógico do ISCTE- Instituto Universitário de Lisboa (2014-2017).
Pedro Quartin Graça Simão José. Nasceu em Lisboa em 1962. Concluiu o Doutoramento em Políticas Públicas no ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa onde é Professor Auxiliar e investigador integrado no DINÂMIA'CET Centro de Estudos sobre a Mudança Socioeconómica e o Território. É, igualmente, investigador no Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Porto. Publicou 5 artigos em revistas especializadas. Possui 7 capítulos de livros e 15 livros. Nas suas atividades profissionais interagiu com 24 colaboradores em coautorias de trabalhos científicos. No seu currículo Ciência Vitae os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Publicidade comparativa; Concorrência desleal; Denegrição; Confusão; Autorregulação; Unfair competition; Comparative advertising; Denigration; Confusion; Self-regulation; Limites marítimos; Linha de base; Mar territorial; UNCLOS; Zona Económica Exclusiva; Ilhas Selvagens; Direito Internacional; Administração pública e políticas públicas; Maritime boundaries; Baseline; Territorial sea; Economic Exclusive Zone; Public administration and public service; International law; anuário; direito internacional; mne; ilhas; rochedos; portugal; Administração pública; Estado; Comércio de armas; Processo administrativo; Portugal; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Outras Ciências Sociais; Plataforma continental; Políticas públicas; Direito; Mar; Madeira; Ilhas; Oceanos; Política; Estratégia; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Direito; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Ciências políticas; Canárias; Direito internacional; Direito do mar; Espaços marinhos; 
Doutorado em Economia pela Universidade Bocconi (Itália), Mestre em Economia e Gestão de Ciência e Tecnologia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa (ISEG/UTL), e Licenciado em Economia pela mesma instituição. Professor Auxiliar do Departamento de Economia Política do ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, onde lecciona desde 1999 nas áreas da Economia e Integração Europeia, da Economia Sectorial e da Inovação, e das Políticas Económicas. Entre 2008 e o início de 2014 foi Coordenador do Núcleo de Estudos e Avaliação do Observatório do QREN. Foi Director de Serviços de Análise Económica e Previsão do Gabinete de Estratégia e Estudos do Ministério da Economia e da Inovação em 2007 e 2008. Membro do Dinâmia'CET (Centro de Estudos sobre a Mudança Socioeconómica e o Território). Interesses de investigação: mudança estrutural e desenvolvimento económico, dinâmicas sectoriais e inovação, e políticas públicas. Nascido em Coimbra em 1974.
Ricardo Venâncio Lopes é arquitecto e fotógrafo, mestre em arquitectura pelo ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa. Investigador no DINAMIA’CET (bolseiro de doutoramento) e professor convidado do ISCTE-IUL, no departamento de Economia Política. Autor de diversas publicações, apresentações e intervenções artísticas na área de estudos urbanos, arquitectura e criatividade | cultura. 
Licenciado, Mestre e Doutor em Direito. Especialista na área tributária. Docente universitário.Integrou e colaborou com as seguintes instituições: FDL/UL;IDEFF; FD/UC; ISEG; ESSF (Bélgica); SEAST (Bolonha); ISCAL/IPL;Membro do Conselho de Doutoramento em Direito da Universidade de Málaga;Membro da Comissão de Doutoramento em Administração Pública da UL; CAPP/UL
Voltar ao topo