Mestrado Integrado

Acreditações

Logótipo da A3ES

Acreditado
6 Anos
28 jan 2020
Registo DGES
Registo inicial R/A-Ef 3381/2011 de 18-03-2011
Registo de alteração R/A-Ef 3381/2011/AL01 de 19-03-2020 | R/A-Ef 3381/2011/AL02 de 17-12-2020
Contactos

Período de aulas

Ínicio 13 set 2021
Fim 28 mai 2022

Propinas estudantes UE (2021/2022)

1.ºAno 697.00 €
2.ºAno 697.00 €
3.ºAno 697.00 €
4.ºAno 697.00 €
5.ºAno 697.00 €

Propinas estudantes fora da UE (2021/2022)

1.ºAno 7000.00 €
2.ºAno 7000.00 €
3.ºAno 7000.00 €
4.ºAno 7000.00 €
5.ºAno 7000.00 €
Candidatar
Leccionado em Português

O Mestrado Integrado em Arquitetura (MIA) está alicerçado numa convergência das várias áreas científicas em torno da atividade de projeto onde se promove uma reflexão prática e teórica no sentido de dotar o aluno de um pensamento informado, crítico e autónomo perante as várias dimensões do espaço.

O primeiro ciclo do MIA está sedimentado na experimentação de várias escalas de projeto, na aquisição de progressiva autonomia do estudante e na resposta a problemas de crescente complexidade.

Juntamente com o segundo ciclo, e particularmente com a síntese operada nos dois últimos semestres, consolida-se a coerência de um programa formativo de acordo com uma prática consolidada e a exigência de requisitos profissionais excecionais.

Pretende-se ver a arquitetura de forma holística e, simultaneamente, conseguir abordar de forma analítica os seus constituintes na procura da técnica e da ciência que os fundamentam, de modo a responder aos desafios da sociedade contemporânea.

Plano de Estudos para 2021/2022

1º Ano
Arquitectura I
12.0 ECTS
Cultura Arquitetónica
3.0 ECTS
Desenho I
6.0 ECTS
Geografia I
3.0 ECTS
Arquitectura II
12.0 ECTS
Desenho II
6.0 ECTS
Fundamentos de Física das Construções
6.0 ECTS
Geografia II
3.0 ECTS
Teoria e História da Arquitetura I
3.0 ECTS
Competências Transversais
Competências Transversais
Competências Transversais
Competências Transversais
Competências Transversais
Competências Transversais
Competências Transversais
Competências Transversais
Competências Transversais
Competências Transversais
2º Ano
Arquitectura III
12.0 ECTS
Desenho III
6.0 ECTS
Sistemas de Construção I
6.0 ECTS
Teoria e História da Arquitetura II
6.0 ECTS
Arquitectura IV
12.0 ECTS
Comunicação Visual I
6.0 ECTS
Sistemas de Construção II
6.0 ECTS
Teoria e História da Arquitetura III
6.0 ECTS
3º Ano
Arquitectura V
12.0 ECTS
Comunicação Visual II
6.0 ECTS
Sistemas de Construção III
6.0 ECTS
Teoria e História da Arquitetura IV
6.0 ECTS
Arquitectura VI
12.0 ECTS
Sistemas de Construção IV
6.0 ECTS
Teoria e História da Arquitetura V
6.0 ECTS
Urbanismo I
6.0 ECTS
4º Ano
Ambiente e Sustentabilidade
6.0 ECTS
Projecto de Arquitectura I
12.0 ECTS
Urbanismo II
6.0 ECTS
Conservação e Sustentabilidade
6.0 ECTS
Projecto de Arquitectura II
12.0 ECTS
Urbanismo III
6.0 ECTS
Optativas > 4º Ano
Optativas > 4º Ano
5º Ano
Gestão de Projeto e de Obra
6.0 ECTS
Gestão Urbana
6.0 ECTS
Projecto Final de Arquitectura
42.0 ECTS
Optativas > 5º Ano
Optativas > 5º Ano

Optativas recomendadas

O funcionamento das unidades curriculares optativas está sujeito a um n.º mínimo de inscrições.

4.º ano | 1.º semestre

03142 | Arquitectura(S) Popular(Es): Tradição, Vanguarda e Contemporaneidade (ISTA | THAU)

03143 | Desig of Net Zero Energy Buildings (ISTA | TA)

4.º ano | 2.º semestre

00814 | Lisboa: Rupturas e Continuidades (ISTA | THAU)

03141 | Arquitetura Religiosa Contemporânea (ISTA | TA)

03555 | Urbanismo Humanitário e os Processos Colaborativos

5.º ano | 1.º Semestre

01826 – Urbanismo Ecológico (ISTA | URB) 

Objetivos

Tendo em atenção os objetivos gerais enunciados e o enquadramento dos atos da profissão, conforme regulados na Diretiva Europeia 2005/36/CE e nos Estatutos da Ordem dos Arquitetos, pretende-se que os alunos, nos planos dos conhecimentos, aptidões e competências, sejam capazes de:

Conhecimentos

  • Ter uma sólida e abrangente cultura arquitetónica e urbanística;
  • Conhecer as metodologias do projeto;
  • Conhecer os materiais e os sistemas construtivos, bem como os fenómenos físicos relativos ao seu desempenho e à sua degradação;
  • Conhecer os aspetos relativos à infraestruturação do território, da cidade e das construções;
  • Conhecer as estruturas normativas da construção e do urbanismo.

Aptidões

  • Ter um domínio da representação e da comunicação de ideias, espaços e formas;
  • Ter capacidade de análise e síntese, assim como de coordenação e de organização;
  • Reconhecer as dimensões éticas e estéticas subjacentes à edificação e ao território humanizado;
  • Reconhecer a morfologia e o ambiente físico natural, integrando-os nas leituras e nas propostas de criação e transformação do território, das cidades e das construções;
  • Determinar propriedades funcionais e arquitetónicas de desempenho de soluções construtivas;
  • Recorrer a ferramentas digitais de produção, gestão e representação da arquitetura e da cidade, integrando-as quer no desenvolvimento do projeto, quer na recolha e sistematização de dados sobre o próprio projeto e a realidade edificada.

Competências

  • Desenvolver uma progressiva autonomia metodológica e concetual;
  • Desenvolver capacidade de integrar e liderar ambientes de trabalho multidisciplinares;
  • Conceber projetos de arquitetura, nas suas diversas escalas de intervenção, que equacionem criticamente as dimensões éticas, estéticas, funcionais e tecnológicas da contemporaneidade.

Os objetivos são progressivamente operacionalizados ao longo do plano curricular, em cada UC, através dos respetivos processos de ensino-aprendizagem no cumprimento do programa. O cumprimento dos objetivos é verificado nos diversos processos de avaliação. A sua mensurabilidade depende da UC e do conteúdo específico a ser avaliado, havendo sempre lugar a uma classificação final numérica.

Formar arquitetos para um exercício disciplinar dirigido à (re)criação, (re)organização e (re)significação do espaço físico da sociedade e dos seus indivíduos, construindo um modo de pensar arquitetónico de dimensão artística, social e tecnológica, onde ciência e técnica participam num pensamento poético e ético.

Procura-se que os alunos:

  • Experimentem, representem e comuniquem ideias, espaços e formas, enquadrados na metodologia do projeto e na cultura arquitetónica e urbanística, bem como contextualizados nos fenómenos urbanos e da organização do território, reais e atuais;
  • Conheçam os materiais e os sistemas construtivos e funcionais, assim como as exigências ecológicas da contemporaneidade, integrando-os no pensar arquitetónico;
  • Utilizem metodologias e ferramentas de produção e conceção tradicionais e inovadoras, explorando instrumentos digitais emergentes, privilegiando o rigor e o conhecimento para um posicionamento critico face às condições da profissão.

Contactos
Candidatar
Voltar ao topo