Theses and dissertations

Master
Title

O modelo como identidade: As construções ferroviárias da Linha do Sabor: Pare, escute e olhe: Estação ferroviária de Carviçais

Author
Silva, Carlota Matos
Summary
pt
É ao quilometro 33 da antiga Linha do Sabor que se encontra a Estação Ferroviária de Carviçais, inaugurada em 1911 com a abertura da Linha e desativa desde 1988. O exercício de projeto é composto pela criação de uma albergaria que sirva os utilizadores da Ecopista do Sabor e pela recuperação do edificado ferroviário afeto à estação estudada. Assim, foram selecionados dois antigos edifícios de habitação atualmente devolutos para a introdução deste novo programa e para a Estação é proposta a reabilitação dos vários edifícios, reativando esta antiga centralidade da aldeia. Paralelamente ao projeto foi desenvolvida uma investigação teórica centrada na utilização de modelos pré-definidos da arquitetura ferroviária, caso que se verifica na Linha do Sabor. A arquitetura portuguesa tem uma linguagem característica que se transpõe num sentimento de familiaridade, independente do estilo arquitetónico que a construção possa assumir. Isto advém, em parte, pelo uso da imagem da caixa enquanto elemento génese da arquitetura portuguesa. Pode também justificar-se pela utilização seriada de projetostipo aplicados a várias tipologias, nomeadamente no património ferroviário edificado. O presente ensaio apresenta uma contextualização do lugar, da Linha e da Estação, e reflete depois sobre o tema da utilização de projetos-tipo na arquitetura ferroviária. Este estudo serve também como base teórica ao exercício de projeto, transpondo o estudo dos modelos ferroviários e do conceito da caixa para a proposta de Intervenção, procurando preservar a imagem original das pré-existências e assumindo como principal gesto de projeto a introdução de “caixas” para o funcionamento dos novos programas.
en
It’s at the 33rd kilometer of the Sabor Railway that the Carviçais Station, inaugurated with the Railway in 1911 and closed since 1988, is located. The project exercise is composed by the creation of an inn that can serve users of the Sabor Ecopista and the rehabilitation of the Station railway buildings. Two old residential buildings currently vacant were selected for the introduction of this new program and for the Station it’s proposed the rehabilitation of the various buildings, reactivating this old centrality of the village. Parallel to the project, a theoretical research was developed focused on the use of pre-defined models in railway architecture, as can be seen in the Sabor Line. Portuguese architecture has a characteristic language that translates into a feeling of familiarity, regardless of the architectural style the construction may assume. This comes, in part, from the use of the image of the box as a genesis element of Portuguese architecture. It can also be justified by the serial use of base-projects applied to various typologies, particularly in the built railway heritage. This essay presents a contextualization of the place, the Railway and the Station, and then reflects on the topic of pre-defined models in railway architecture. It also serves as a theoretical base for the design exercise, transposing the study of railway models and the box concept into the proposal, seeking to preserve the original image of the pre-existences where the introduction of “boxes” for the new programs it’s applied as the main design gesture.

Date

12-Jan-2024

Keywords

Hostel
Caixa
Box
Modelo
Model
Linha do Sabor
Sabor railway
Carviçais
Albergaria
Arquitetura ferroviária
Railway architecture

Access

Free access

See on repository  
Back to top