Os dados constituem, hoje em dia, uma força motora da economia, da sociedade e da ciência. O crescimento extraordinário do seu volume, a velocidade cada vez maior a que nos chegam e a variedade que incorporam, para não falar da incerteza quanto à sua veracidade, a chamada Big Data, influi em todos os aspetos da nossa vida, quer no trabalho, quer na sociedade. Desde as práticas de gestão, o funcionamento de entidades financeiras, de organismos e políticas públicas, de operacionalização empresarial, no ensino e na descoberta científica, na saúde e no ambiente, os dados são o combustível onde assentam muitos dos processos de descoberta e de decisão e muito do progresso atual.

É a partir dos dados que é possível extrair informação e gerar conhecimento, utilizando algoritmos e técnicas de Aprendizagem Automática (Machine Learning) para criar modelos capazes de sustentar conhecimento e apoiar a decisão. Por sua vez, estes modelos podem ser incorporados em sistemas inteligentes (Inteligência Artificial) que possibilitam o ajustamento a novos dados e a automatização da extração de informação para previsão ou visualização da informação

Por tudo isto, cada vez mais é importante que profissionais treinados na ética deontológica da Ciência de Dados, um campo inerentemente multidisciplinar, possam dialogar, partilhar experiências e criar novas sinergias potenciadoras de projetos sustentáveis e em prol da sustentabilidade.

Somos o GMCDI (Grupo de Missão em Ciência de Dados no Iscte), criado com a intenção de potenciar as valências do Iscte em Ciência de Dados. Com esta página, pretendemos mostrar que o Iscte está a contruir conteúdos e competências nesta área, desde a formação de profissionais especializados (lançámos a 1.ª Licenciatura em Ciência de Dados no país, um Mestrado em Ciência de Dados e especialização em Programa Doutoral, entre outra oferta formativa), até à realização de projetos de Investigação e de Investigação & Inovação, bem como colaborações com entidades empresariais, organizações não governamentais e administração pública.

A própria estrutura do Iscte, com quatro Escolas - Tecnologias e Arquitetura, Economia e Gestão, Ciências Sociais e Sociologia e Políticas Públicas) num campus único que permite, de modo natural, uma proximidade que propicia a colaboração entre os investigadores das diversas Escolas, contribui, de forma consistente, no desenvolvimento do pensamento e de trabalho interdisciplinares, ou seja, naquilo que é fundamental para ter sucesso em Ciência de Dados.

A verdade é que estamos sempre abertos a novas colaborações e desafios.

Venha falar connosco!

Back to top