Notícias

Investigação • 08 mai 2018
Nascer. O reconhecimento de uma nova área de saber

Nascer é mais do que um momento específico, circunscrito no tempo, é um processo que começa antes - já na gravidez, e que envolve diversas etapas e implica dispositivos, normas e práticas que permitem o seu enquadramento e a sua regulação. Esta é a ideia que defendem os investigadores do CIES-IUL, Dulce Morgado Neves, Mário Santos e Sónia Cardoso Pintassilgo.

A transversalidade de áreas implicadas na análise deste momento significativo, que é o nascimento, e as perspetivas teóricas e metodológicas que contribuem para o seu estudo evidenciam a sua importância enquanto campo científico emergente no nosso país, como sublinham os investigadores.

Se pensarmos nas condições de nascimento e no seu enquadramento social, político, cultural, institucional e os resultados que daí podem decorrer, percebemos a complexidade do fenómeno e da sua necessidade de análise. Daqui nasceu, precisamente, a vontade de criar o Laboratório de Estudos Sociais sobre o Nascimento.

Este laboratório, ainda em fase embrionária, visa essencialmente congregar o trabalho já realizado e criar uma plataforma de contacto entre os especialistas da área e a produção de novo conhecimento, criando um espaço de diálogo e de acolhimento de novos investigadores, a nível nacional e internacional.

A equipa coordenadora desta iniciativa tem trabalhado em projetos distintos, destacamos aqui o projeto Babies Born Better, que nasceu de uma ação COST, com ‘o objetivo de conhecer a opinião e as experiências de mulheres, de diferentes países, em termos da assistência recebida durante o parto e o trabalho de parto’ e é uma plataforma privilegiada de produção de conhecimento sobre esta área. Este trabalho tem permitido ‘reforçar a importância da complementaridade entre métodos e técnicas de análise empírica para o estudo de fenómenos multidimensionais como o nascimento’, conforme defendem Mário Santos e Dulce Morgado Neves num artigo publicado recentemente.

Para acompanhar os desenvolvimentos neste campo de estudo, a conferência europeia From Birth to Health – Towards Sustainable Childbirth, a acontecer em setembro no ISCTE-IUL, pode contribuir para potenciais sinergias e para enriquecer a discussão em torno da sustentabilidade do nascimento.

Voltar ao topo
Aviso de cookies
Este portal utiliza cookies e outras tecnologias na navegação do site ...