Ciência Política

Contactos
Candidate-se 

Corpo Docente para (2017/2018)

Tese em Ciência Política - Especialização em Ciência Política II | Tese em Ciência Política - Especialização em Ciência Política III | Seminário de Projecto de Investigação em Ciência Política | Tese em Ciência Política - Especialização em Ciência Política I | Tese em Ciência Política - Especialização em Ciência Política IV
André Freire é Professor Catedrático em Ciência Política, Diretor do Doutoramento em Ciência Política, 2015-presente data, e Diretor da Licenciatura em Ciência Política, 2009-2015, ISCTE-IUL (Instituto Universitário de Lisboa). Investigador Sénior do CIES-IUL. Tem lecionado e/ou apresentado conferências como convidado ainda em várias outras universidades portuguesas (FD-UL, FD-UC, FE-UC, ICS-UL) e estrangeiras (IEP-UB-FR, ULB-BEL, IEP-EU, UMD-USA, UAM-ESP, ICJS-CV, UM - IT). Freire tem dirigido vários projetos de pesquisa sobre ideologia (esquerda-direita, etc.), ao nível de elites e massas, comportamento eleitoral e atitudes políticas, sobre instituições e reformas políticas, e ainda sobre representação política. Ver por exemplo: http://er.cies.iscte-iul.pt/ Freire tem publicado em diferentes línguas vários livros, capítulos de livros e artigos (em revistas académicas). Nomeadamente, tem publicado nas seguintes revistas Comparative European Politics, West European Politics, Pôle Sud – Revue de Science Politique, International Political Science Review, European Journal of Political Research, Electoral Studies, Representation, South European Society and Politics, Party Politics, Revista Ibero Americana de Estudos Legislativos – Ibero-American Journal of Legislative Studies, Journal of European Integration, The Journal of Legislative Studies, Journal of Elections Public Opinion and Parties, Brazilian Political Science Review, Journal of Political Ideologies, Communist and Post-Communist Studies, Transfer – European Revue of Labour and Research, Election Law Journal, etc.  Três dos seus últimos livros que poderão ser especialmente relevantes para esta(s) sessão(ões) / palestra / aula(s): Freire, André (2017), Para lá da «Geringonça»: O Governo de Esquerdas em Portugal e na Europa, Lisboa, Contraponto. Prefácio do primeiro-ministro, António Costa. Freire, André, Marco Lisi & José Manuel Leite Viegas (eds.), (2016), Participação e Representação Políticas na Europa em Crise, Lisboa, Assembleia da República, Coleção Parlamento. Freire, André (organizador) (2015), O Futuro da Representação Política Democrática, Lisboa, Nova Vega. Foi colunista regular do jornal Público desde Março de 2006 até Janeiro de 2016, e é atualmente colunista do Jornal de Letras desde Maio de 2017, além de várias outras colaborações ocasionais na imprensa, rádio e TV, e tem sido ainda perito e consultor convidado de várias instituições nacionais (FCT, A3ES, DGAI-MAI, AR, etc.) e internacionais (COST, Comissão Europeia, Conselho da Europa – Programa Co-Acte, etc.) para os assuntos ligados ao ensino superior e à investigação em Ciências Políticas.      
Protesto Político e Ação Coletiva
Britta Baumgarten é socióloga, pesquisadora do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-UIL) e professora convidada no IPPS de Lisboa. Ela trabalha sobre movimentos sociais brasileiros na defesa de direitos sociais e sobre movimentos sociais portugueses contra a austeridade.Lidera a cooperação do projeto: "Novos modos de participação política" entre o CIES-UIL e a Universidade Federal de Santa Catarina / Brasil.É consultora de "Estudos do Movimento Social" e membro da comissão editorial de "Sociologia, Problemas e Práticas".
Seminário em Ciência Política | Tese em Ciência Política - Especialização em Ciência Política I | Tese em Ciência Política - Especialização em Ciência Política II | Tese em Ciência Política - Especialização em Ciência Política III | Tese em Ciência Política - Especialização em Ciência Política IV
Doutorada em Ciências Políticas e Sociais pelo Instituto Universitário Europeu (EUI), em Florença (2011), Ana Espírito-Santo é, desde 2011, Professora Auxiliar no ISCTE-IUL e investigadora do CIES-IUL. Antes de começar o doutoramento trabalhou como Assistente de Investigação no Instituto de Ciências Sociais, ICS (2002-2005), como Investigadora Júnior convidada no Social Science Research Center (WZB), em Berlim (2005-2006) e como Investigadora Júnior na Universidade Complutense de Madrid (2007). Entre Janeiro e Março de 2011 foi Professora Assistente na University of London, Birkbeck College, em Londres. É licenciada em Sociologia (2001) e mestre em Ciência Política (2006), ambos os graus obtidos no ISCTE. As suas principais áreas de investigação são: género e política, política comparada, representação política, sistemas eleitorais, metodologia e análise de dados. Tem participado como investigadora em projectos de investigação (de âmbito nacional e internacional) sobre estes e outros temas, no ICS, no CIES-IUL, no EUI e na University of California, em San Diego (EUA). É autora e co-autora de vários capítulos de livros e de artigos em revistas prestigiadas, incluindo a West European Politics e a Government and Opposition. Tem apresentado o seu trabalho em várias conferências nacionais e internacionais, entre as quais APSA, MPSA e ECPR. 
Política Internacional: Temas e Contextos
  Ana Lúcia Sá, Doutora em Sociologia, é Professora Auxiliar no Departamento de Ciência Política e Políticas Públicas e investigadora no centro de Estudos Internacionais do ISCTE-IUL. É a diretora do Mestrado em Estudos Africanos do ISCTE-IUL. É Book Review Editor na African Studies Review (https://www.cambridge.org/core/journals/african-studies-review). A sua investigação centra-se nas relações sociedade-Estado em regimes autoritários em África, na resiliência do autoritarismo e em movimentos sociais.  
Tese em Ciência Política - Especialização em Ciência Política III
Ana Maria Belchior é professora auxiliar, com agregação, no Departamento de Ciências Políticas e Políticas Públicas do ISCTE-IUL (Instituto Universitário de Lisboa) em Lisboa e investigadora do CIES-IUL. Atualmente é diretora do Departamento de Ciência Política e Políticas Públicas e coordenadora do Mestrado em Ciência Política, ambos no ISCTE-IUL. Participou em vários projetos de investigação relacionados com temas como: de democracia e globalização, participação política, representação democrática, congruência política e promessas eleitorais e tomada de decisão. Publicou os resultados da pesquisa em livros e capítulos de livros e em diversas revistas nacionais e internacionais (por exemplo, Comparative Political Studies, International Political Science Review, Party Politics, Sociological Methods & Research, Journal of Contemporary European Studies ou Journal of Legislative Studies).
Seminário de Projecto de Investigação em Relações Internacionais
Seminário em Relações Internacionais
Estágio em Ciência Política | Tese em Ciência Política - Especialização em Ciência Política I | Tese em Ciência Política - Especialização em Ciência Política II | Tese em Ciência Política - Especialização em Ciência Política IV
A minha principal área de investigação e formação é a sociologia política, sendo o meu foque de pesquisa e ensino sobretudo a sociologia dos movimentos sociais. Publiquei extensivamente nesta área, quer artigos nas principais revistas internacionais, quer uma monografia e uma coleção sobre teoria dos movimentos sociais na Europa. Tenho experiência em obter e gerir fundos de investigação, de forma independente e em colaboração com colegas. Tenho uma experiência considerável no ensino e desenvolvimento de cursos  para alunos de graduação e pós-graduação. A minha pesquisa de doutoramento explorou a influência dos movimentos sociais na mudança social e institucional no sul da Europa, focando sobretudo o caso português entre autoritarismo e ditadura e nos anos da austeridade. Os resultados deste trabalho foram publicados no meu livro The Revolution before the Revolution (Berghahn 2016), e em vários artigos em revistas como Democratization, Cultures et Conflits e Análise Social. Mais recentemente, e com base nesse trabalho, investiguei as consequências biográficas do ativismo político, considerado como uma forma de socialização secundária, sendo este o tema na base de um projeto de investigação do qual sou PI, financiado pela Fundação Portuguesa para a Ciência e Tecnologia (FCT): ‘Can activism change political and social values and attitudes? Long term effects of political engagement in Portugal and Spain’ (FCT, 50.000€). Além de vários capítulos de livro em inglês e português, alguns dos resultados desta pesquisa serão publicados na revista Social Movement Studies. Ao longo destes últimos anos, a minha pesquisa centrou-se principalmente nas consequências sociais e políticas da austeridade no sul da Europa. Analisei os movimentos sociais urbanos e as novas formas de luta emergentes em contextos de crise e austeridade. Esta pesquisa resultou em capítulos de livros e em artigos nas revistas Estudos Ibero-Americanos e West European Politics  (em coautoria com Pedro Ramos Pinto). Em 2017, fui visiting researcher no CUNY Graduate Center (NYC) e durante esta estadia comecei um novo projecto de investigação, em ligação ao meu interesse para com os movimentos sociais urbanos no contexto da crise, mas mais focado sobre o activismo relacionado com o direito à habitação e anti-gentrificação na cidade de Nova York. Isto tem sido fundamental para a elaboração do projeto HOPES: HOusing PErspectives and Struggles in Lisbon and Beyond, que estou a coordenar como Investigador Principal (FCT, 230.000€). Este projecto visa compreender as novas formas de activismo ligado à habitação e anti-gentrificação no caso de Lisboa, através de uma comparação com o caso de NYC-Lower East Side, onde estas dinâmicas têm uma história mais longa e consolidadas. Desenvolvi estadias em vários centros internacionais, além de que no CUNY-GC, no Centro de Estudios Avançados e Ciencias Sociales (CEACS, Madrid) e no Centre de Recherche sur l'Action Politique (Universidade de Lausanne) na Suíça. O meu interesse pelos movimentos sociais não foi apenas empírico, mas tentei também contribuir para a evolução da disciplina do ponto de vista teórico e metodológico. Um dos resultados dessa reflexão foi o livro Social Movements Studies in Europe. The State of the Art (Berghahn 2016), que coeditei com Olivier Fillieule. O papel das novas tecnologias digitais nos movimentos sociais está contemplado em toda a minha mais recente investigação e está directamente analisado em várias publicações, como os capítulos de livro ‘The “Mediation” of the Portuguese Anti-Austerity Protest Cycle. Media Coverage and its Impact’ e ‘Social Movements, participation and crisis in Europe’ (com Gustavo Cardoso, Tiago Lapa e Joana Azevedo). Este tópico tem sido também uma das minhas principais áreas de ensino, tendo desenvolvido e ensinado um curso sobre "Movimentos Sociais na Era Digital "(em inglês). Além disso, tenho experiência como supervisor de estudantes de mestrado e doutoramento e ensinei outros assuntos na área de sociologia e ciência política - como "Democracia: problemas e debates", para estudantes de mestrado em ciências políticas. Finalmente, tenho coordenado, desde 2014, com Britta Baumgarten, o "Seminário Mensal sobre Movimentos Sociais e Ação Política", com o objetivo de institucionalizar o estudo dos movimentos sociais na minha universidade (ISCTE-IUL) – e em geral em Portugal - e de estabelecer pontes entre diferentes tradições e campos de pesquisa na área de movimentos sociais, prestando especial atenção a áreas como a África de língua portuguesa e o Brasil.  
Análise de Campanhas Eleitorais | Tese em Ciência Política - Especialização em Ciência Política I | Tese em Ciência Política - Especialização em Ciência Política III
José Santana Pereira (Nisa, 1982) é doutorado em Ciências Políticas e Sociais pelo Instituto Universitário Europeu em Florença (IUE, 2012). A sua investigação tem vindo a centrar-se no campo dos efeitos dos meios de comunicação social na opinião pública e, mais recentemente, no estudo dos sistemas de media nacionais em perspectiva comparada. O comportamento eleitoral e as atitudes políticas (nomeadamente as atitudes em relação à Europa) também fazem parte dos seus interesses de investigação. Nestes domínios, publicou vários artigos e capítulos de livros em língua portuguesa, inglesa e francesa, em revistas como Electoral Studies, South European Society and Politics, Pole Sud, Portuguese Journal of Social Sciences, Relações Internacionais, ou em livros publicados por editoras como a Oxford University Press ou a Routledge. Em Janeiro de 2016 publicou, pela FFMS, o ensaio Política e Entretenimento. Após a licenciatura em Psicologia Social (ISCTE, 2004) e antes do ingresso no programa doutoral do IUE (2008), trabalhou como assistente de investigação no projecto Comportamento Eleitoral e Atitudes Políticas dos Portugueses. Entre 2013 e 2017 foi investigador de pós-doutoramento no Instituto de Ciências Sociais. Colaborou, entre outros, nos projectos EU Profiler (que implementou uma voting advice application para as eleições Europeias de 2009) e Media Profiler (que projectou uma plataforma online para a análise comparativa dos media na União Europeia), ambos sedeados no Robert Schuman Centre for Advanced Studies (RSCAS). Ainda no RSCAS, foi mais recentemente co-líder da equipa portuguesa do projecto EUandI e investigador no projecto Participation in the EU decision-making: Portugal in comparative perspective. É um dos investigadores responsáveis pelo projecto Media Systems in Europe, sendo também membro activo dos projectos Changing European Elections (um consórcio entre a Universidade de Aveiro, o ICS e a Universidade do Minho), Crisis, Political Representation and Democratic Renewal (ISCTE-IUL) e Barómetro da Qualidade da Democracia (ICS-UL). É country coordinator para a Itália no projecto Varieties of Democracy e líder da equipa portuguesa do projecto Where is My Party?
Debates e Controvérsias Contemporâneas em Ciência Política | Sociedade e Sistemas Políticos Europeus
João Carvalho is an invited Assistant Professor in the Department of Political Science at the ISCTE-IUL, Lisbon. He is also the Principal Researcher of a project entitled: Support and Opposition to Migration in Portugal (budget: 168.835,00?) at the CIES-IUL and supported by the Portuguese Fundação da Ciência e Tecnologia. A second edition of his comparative monograph entitled: Impact of Extreme Right Parties on Immigration Policy. Comparing Britain, France and Italy, recently republished by Routledge in 2016. He is the author of research articles published in high-ranking journals such as Party Politics (forthcoming), Government and Opposition, Comparative European Politics, Parliamentary Affairs, and Ethnic and Racial Studies. His research interests encompass the politics of international immigration, extreme right parties, comparative politics and qualitative research strategies. He is interested in supervising PhD students working on these subjects.
Sistemas Políticos de América Latina
Resumo Biografico:  Luis A. Fretes Carreras, professor auxiliar convidado do ISCTE-IUL e investigador integrado do Centro de Estudos Internacionais (CEI-IUL) desde 2015. Professor de Diplomacia Económica no Programa IBS, de America Latina Hoje e Sistemas Politicos de América Latina do Departamento de História da Escola de Sociologia e Politicas Públicas (ESPP) Advogado (Paraguai), Diplomado em Desenvolvimento Regional (Chile), Mestre em Ciências Políticas (Paraguai) e Política e Gestão Pública (Espanha). Foi o primeiro Embaixador da República do Paraguai na República Portuguesa (2009-2014). Foi Diretor do Departamento de Ciencias Sociais da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas na Universidade Católica de Assunçao. Professor de Dereito e Ciência Política nas Faculdades de Dereito, Ciencias Sociais e o Instituto de Teologia da Universidade Católica de Assunçao (1994-2009) assim como no Instituto de Altos Estudos Estratégicos (2002-2008).  Diretor do Departamento de Ciências Sociais da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (2004-2009) e Diretor e Investigador do Centro de Estudos de Políticas Públicas da Universidade Católica de Assunção (2005-2009).  Assessor Facultativo do Congresso Nacional de Paraguai. Consultor e Coordenador de Projetos da Organização dos Estados Americanos (OEA), Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Banco Mundial (BM), Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Transparência Internacional - Capitulo Paraguai (IT-Py)  Membro do International Political Science Association (IPSA), Latin American Studies Association (LASA) e a Rede Iberoamericana de Relacoes Internacionais (RIBEI).  Áreas de interesse: Relações Internacionais, Democracia, Transições Politicas, Estudos Latino-americanos. Areas of expertise: Democracia e Relações Internacionais em America Latina. Projectos de Investigacão: - Investigador na REDE COOPMAR. Transoceanic Cooperation. Public Policies and Ibero-American sociocultural community. - Coordinador do Seminario de Especialização America Latina Hoje. Trabalhos Publicados: Fretes Carreras, Luis A. (2017) “Conservatism in post-dictatorship Paraguay ” in Russia and Iberoamerica in a Globalizing World: History and Modernity: Reports and Materials of the Third International Forum. pp. 2680 - 2695, Edit. St. Petersburg State University Fretes Carreras Luis A. (2016) “Geopolitical transformations in South America: Crisis of the international relations of Paraguay in MERCOSUR and UNASUR.” In Estudios Iberoamericanos. UMCS, vol. IV, pp. 73-93, Edit. Maria Curie-Sklodowska University, Lublin Fretes Carreras, Luis A. (2015) “Diversification and political dynamism of Portugal in Latin America” in Forum “Russia and Iberoamerica in a globalizing world: History and Perspectives. Reports and Materials of the Second International Forum. Vol. II, pp. 506-515, Edit St. Petersburg, Russia. Fretes Carreras, Luis A. (2013), “Paraguay and the asymmetric integration in South America – what is next?” in European Union-Latin American relations after the Santiago de Chile Summit. Athens, Greece. Fretes Carreras, Luis A. (2012), “Democratic consolidation in Paraguay.” In Revista América Latina Hoy Nº 60, pp. 67-82. Salamanca, Spain.
Relações Internacionais na Época Contemporânea | Tese em Ciência Política - Especialização em Relações Internacionais I | Tese em Ciência Política - Especialização em Relações Internacionais II | Tese em Ciência Política - Especialização em Relações Internacionais III | Tese em Ciência Política - Especialização em Relações Internacionais IV
Luís Nuno Rodrigues é Doutorado em História Americana pela Universidade do Wisconsin e em História Moderna e Contemporânea (especialidade História das Relações Internacionais na Época Contemporânea) pelo ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa. Actualmente é Professor Associado com Agregação no Departamento de História do ISCTE-IUL e Diretor do Centro de Estudos Internacionais (CEI-IUL). Coordena o Doutoramento em História, Estudos de Segurança e Defesa (em parceria com a Academia Militar) e o Mestrado em Estudos Internacionais. Desde 2013 é Director da revista Portuguese Journal of Social Science. Em 2006 e 2008 foi Visiting Professor na Brown University, Estados Unidos da América. As suas áreas de especialização são a História de Portugal do século XX, a História das Relações Internacionais e a História dos Estados Unidos da América. Orientou várias dezenas de teses de Doutoramento e de Mestrado e organizou numerosos colóquios, conferências e seminários, tendo apresentado comunicações orais num número considerável de eventos similares. É autor de 9 livros, coordenador de outros 7 e publicou 46 capítulos de livros ou entradas em obras colectivas e 24 artigos em revistas especializadas. A sua obra Kennedy-Salazar: A Crise de Uma Aliança. As Relações Luso-Americanas entre 1961 e 1963, publicada em 2002, foi galardoada com os Prémios Fundação Mário Soares e Aristides Sousa Mendes. Entre as suas publicações mais recentes contam-se o livro Spínola, publicado pela Esfera dos Livros em 2010, e a obra colectiva intitulada Perceptions of NATO and the New Strategic Concept, que editou com Volodymyr Dubovyk. Coordena presentemente o projecto de investigação "Europe as a Global Actor", no CEI-IUL.
Sistemas Políticos de América Latina
Carreira multidisciplinar, com licenciatura em jornalismo e comunicação, pós-graduação em sociologia e doutoramento em ciência política. Recebi bolsas de doutoramento em Portugal e no México, uma bolsa de doutoramento na Argentina e um convite para ser investigado visitante na na LSE, em Londres. Actualmente sou investigador do CEI-IUL / ISCTE em Lisboa, Portugal. Em 2009 obteve o doutoramento em Ciência Política na Universidade de Salamanca, Espanha, com uma dissertação que se converteu no meu primeiro livro: Retórica, política e administração pública. Por quê as reformas administrativas? (CLACSO e Universidade Autónoma Metropolitana, 2011). Alem desse trabalho, publiquei outro livro (Ser violento - Capital Intelectual, 2013), bem como 20 artigos em revistas indexadas. Publiquei também várias publicações não-académicas como relatórios institucionais/de consultoria, policy papers, e artigos em jornais e blogs especializados. Fui leader researcher e coordenador de projectos internacionais financiados pela Comissão Europeia e de projectos nacionais com fundos públicos. Coordenei Escolas de Verão sobre Transparência, Integridade e Luta contra a Corrupção e sobre Estudos Latino-Americanos no Instituto Universitário de Lisboa. Desde 2013, tenho leccionado cursos, seminários e conferências em universidades do México, Argentina, Espanha e Portugal (Mestrados e Doutoramentos). Trabalhei como jornalista (rádio e jornal) durante cinco anos, e continuo a colaborar com jornais de América Latina e Europa.
Debates e Controvérsias Contemporâneas em Ciência Política
Voltar ao topo