Doutoramento

Acreditações

Logótipo da A3ES

Acreditado
6 Anos
17 jan 2020
Registo DGES
Registo inicial R/A-Cr 217/2011 de 08-02-2012
Registo de alteração R/A-Cr 217/2011/AL01 de 02-03-2015
Contactos
Candidatar
Leccionado em Português

Corpo Docente para (2020/2021)

Tese em Ciência Política | Tese em Ciência Política | Debates e Controvérsias Contemporâneas em Ciência Política | Tese em Ciência Política
André Freire é Professor Catedrático em Ciência Política, e tem sido Diretor do Doutoramento em Ciência Política, 2015-presente data, e foi como Diretor da Licenciatura em Ciência Política, 2009-2015, ISCTE-IUL (Instituto Universitário de Lisboa). É ainda Investigador Sénior do CIES-IUL (Centro de Investigação e Estudos em Sociologia do ISCTE-IUL). Freire ensina e pesquisa no ISCTE-IUL desde 1996. Tem ainda lecionado e/ou apresentado conferências como convidado em várias outras universidades portuguesas e estrangeiras.   Freire tem dirigido vários projetos de pesquisa sobre ideologia (esquerda-direita, etc.), ao nível de elites e massas, comportamento eleitoral e atitudes políticas, sobre instituições e reformas políticas, e ainda sobre representação política. Sobre estes assuntos tem publicado abundantemente, nacional e internacional, em livros e revistas académicas. Mais especificamente, até meados de 2020, tem vários estudos publicados (nacional e internacionalmente), em revistas académicas (mais de 100), livros (37) e capítulos de livros, sobre as atitudes e comportamentos dos eleitores e dos eleitos, as instituições políticas e a representação política.    Freire foi pioneiro na criação dos estudos eleitorais (Estudo Eleitoral Nacional Português, com base em inquéritos de opinião pós-eleitorais), em Portugal, em 2002 e 2005 (ver:https://www.ics.ulisboa.pt/livros/eleicoes-legislativas-de-2002 & https://www.ics.ulisboa.pt/livros/portugal-votos & https://rowman.com/isbn/9780739115633/portugal-at-the-polls-in-2002). Desde 2007, tem dirigido vários projetos de pesquisa sobre representação política, ou seja, comparando as opiniões, os valores, as atitudes e os comportamentos de eleitores e eleitos (especialmente deputados, mas também candidatos ao Parlamento não eleitos), desde 2007 até à presente data (ver:http://er.cies.iscte-iul.pt/). Em termos de redes de pesquisa internacionais, tem participado em várias, nomeadamente no Comparative Study of Electoral Systems, European Value Study, European Election Study, True European Voter, European Candidate Study, PARTIREP – Party Representation, PARENEL – Parliamentary Representation at the National and European Levels, Comparative Candidate Study.  Freire é membro do Steering Committee do Comparative Candidate Study, estando presentemente no seu terceiro mandato. Ver http://www.comparativecandidates.org/ Foi colunista regular do jornal Público desde Março de 2006 até Janeiro de 2016, e é atualmente colunista do Jornal de Letras desde Maio de 2017, além de várias outras colaborações ocasionais na imprensa, rádio e TV, e tem sido ainda perito e consultor convidado de várias instituições nacionais (FCT, A3ES, DGAI-MAI, AR, etc.) e internacionais (COST, Comissão Europeia, Conselho da Europa – Programa Co-Acte, etc.) para os assuntos ligados ao ensino superior e à investigação em Ciências Políticas.   E-mail: andre.freire@iscte-iul.pt Orcid author:  https://orcid.org/0000-0001-5307-6832 Scopus author: Author ID: 8634830500 Google scholar: https://scholar.google.pt/citations?user=RNJvJdIAAAAJ&hl=pt-PT Wikipédia: https://en.wikipedia.org/wiki/Andr%C3%A9_Freire   Ligações úteis: https://www.researchgate.net/profile/Andre_Freire5 https://iscte-iul.academia.edu/Freire/CurriculumVitae https://orcid.org/0000-0001-5307-6832 https://scholar.google.pt/citations?user=RNJvJdIAAAAJ&hl=pt-PT http://er.cies.iscte-iul.pt/ http://www.comparativecandidates.org/ http://avacavoadora.pt/ https://visao.sapo.pt/jornaldeletras/   Post scriptum sobre questões de direitos autorais: O texto desta página web com o meu CV está disponível para modificação e reutilização nos termos da The Creative Commons Attribution-Share alike 3.0 Unreported License and the GNU Free Documentation License (sem versão, sem seções invariantes, textos de capa frontal ou textos de capa traseira)
Seminário em Ciência Política e Relações Internacionais
Doutorada em Ciências Políticas e Sociais pelo Instituto Universitário Europeu (EUI), em Florença (2011), Ana Espírito-Santo é, desde 2011, Professora Auxiliar no ISCTE-IUL e investigadora do CIES-IUL. Antes de começar o doutoramento trabalhou como Assistente de Investigação no Instituto de Ciências Sociais, ICS (2002-2005), como Investigadora Júnior convidada no Social Science Research Center (WZB), em Berlim (2005-2006) e como Investigadora Júnior na Universidade Complutense de Madrid (2007). Entre Janeiro e Março de 2011 foi Professora Assistente na University of London, Birkbeck College, em Londres. É licenciada em Sociologia (2001) e mestre em Ciência Política (2006), ambos os graus obtidos no ISCTE. As suas principais áreas de investigação são: género e política, política comparada, representação política, sistemas eleitorais, metodologia e análise de dados. Tem participado como investigadora em projectos de investigação (de âmbito nacional e internacional) sobre estes e outros temas, no ICS, no CIES-IUL, no EUI e na University of California, em San Diego (EUA). É autora e co-autora de vários capítulos de livros e de artigos em revistas prestigiadas, incluindo a West European Politics, Electoral Studies e a Party Politics. Tem apresentado o seu trabalho em várias conferências nacionais e internacionais, entre as quais APSA, MPSA e ECPR. 
Seminário de Projecto em Ciência Política e Relações Internacionais | Seminário de Projecto em Ciência Política e Relações Internacionais | Seminário em Ciência Política e Relações Internacionais | Seminário em Ciência Política e Relações Internacionais
Debates e Controvérsias Contemporâneas em Ciência Política | Seminário em Ciência Política e Relações Internacionais
Seminário de Projecto em Ciência Política e Relações Internacionais | Seminário de Projecto em Ciência Política e Relações Internacionais
José Santana Pereira (Nisa, 1982) é doutorado em Ciências Políticas e Sociais pelo Instituto Universitário Europeu em Florença (IUE, 2012). A sua investigação tem vindo a centrar-se no campo dos efeitos dos meios de comunicação social na opinião pública e, mais recentemente, no estudo dos sistemas de media nacionais em perspectiva comparada. O comportamento eleitoral e as atitudes políticas (nomeadamente as atitudes em relação à Europa) também fazem parte dos seus interesses de investigação. Nestes domínios, publicou vários artigos e capítulos de livros em língua portuguesa, inglesa e francesa, em revistas como Electoral Studies, South European Society and Politics, Pole Sud, Portuguese Journal of Social Sciences, Relações Internacionais, ou em livros publicados por editoras como a Oxford University Press ou a Routledge. Em Janeiro de 2016 publicou, pela FFMS, o ensaio Política e Entretenimento. Após a licenciatura em Psicologia Social (ISCTE, 2004) e antes do ingresso no programa doutoral do IUE (2008), trabalhou como assistente de investigação no projecto Comportamento Eleitoral e Atitudes Políticas dos Portugueses. Entre 2013 e 2017 foi investigador de pós-doutoramento no Instituto de Ciências Sociais. Colaborou, entre outros, nos projectos EU Profiler (que implementou uma voting advice application para as eleições Europeias de 2009) e Media Profiler (que projectou uma plataforma online para a análise comparativa dos media na União Europeia), ambos sedeados no Robert Schuman Centre for Advanced Studies (RSCAS). Mais recentemente, foi co-líder da equipa portuguesa do projecto EUandI e investigador no projecto Participation in the EU decision-making: Portugal in comparative perspective e líder da equipa portuguesa do projecto Where is My Party?. É um dos investigadores responsáveis pelo projecto Media Systems in Europe, sendo também membro activo dos projectos Changing European Elections (um consórcio entre a Universidade de Aveiro, o ICS e a Universidade do Minho), Crisis, Political Representation and Democratic Renewal (ISCTE-IUL) e Barómetro da Qualidade da Democracia (ICS-UL). É country coordinator para a Itália no projecto Varieties of Democracy, membro da rede NEPOCS e da equipa responsável pelas Sondagens ICS-ISCTE. 
Relações Internacionais na Época Contemporânea | Relações Internacionais na Época Contemporânea
Luís Nuno Rodrigues é Professor Catedrático do Departamento de História do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa e Diretor do Centro de Estudos Internacionais (CEI-IUL) e do Mestrado em Estudos Internacionais, na mesma instituição. Doutorado em História Americana pela Universidade do Wisconsin e em História Moderna e Contemporânea (especialidade História das Relações Internacionais na Época Contemporânea) pelo ISCTE-IUL, foi Visiting Professor na Brown University, Estados Unidos da América, Diretor da revista científica Portuguese Journal of Social Science e Diretor do Doutoramento em História, Estudos de Segurança e Defesa (em colaboração com a Academia Militar). As suas áreas de especialização são a História das Relações Internacionais, História da Guerra Fria, História de Portugal do século XX e História dos Estados Unidos da América. Orientou 15 teses de doutoramento e 35 teses de Mestrado. Organizou mais de uma centena de colóquios, conferências e seminários e apresentou comunicações orais em número idêntico de eventos científicos, em Portugal e no estrangeiro. É autor de 9 livros, coordenador de outros 8 e publicou 55 capítulos de livros ou entradas em obras coletivas e mais de 30 artigos em revistas especializadas. A sua obra Kennedy-Salazar: A Crise de Uma Aliança. As Relações Luso-Americanas entre 1961 e 1963, publicada em 2002, foi galardoada com os Prémios Fundação Mário Soares e Aristides Sousa Mendes. Entre as suas publicações mais recentes contam-se o livro Spínola, publicado pela Esfera dos Livros em 2010, a obra coletiva intitulada Perceptions of NATO and the New Strategic Concept, que editou com Volodymyr Dubovyk, o artigo “Establishing a ‘Cultural Base’? The Creation of the Fulbright Program in Portugal”, publicado em 2017 na International History Review e a obra coletiva L'Aviation et son impact sur le temps et l'espace, publicada em 2019 pelas Editions Le Manuscript. Coordena presentemente o projecto de investigação "NoWall: Europe and the Fall of the Berlin Wall", no CEI-IUL.
Contactos
Candidatar
Voltar ao topo