Doutoramento

Acreditações

Logótipo da A3ES

Acreditado
6 Anos
04 fev 2020
Registo DGES
Registo inicial R/A-Ef 1020/2011 de 18-03-2011
Registo de alteração R/A-Ef 1020/2011/AL01 de 19-04-2017
Contactos
Candidatar
Leccionado em Português

Corpo Docente para (2020/2021)

Seminário de Projecto | Seminário de Projecto
Professor at Lisbon University Institute, Nuno Luis Madureira works currently in the areas of economic history, contemporary history of energy and environmental history. Visiting scholar at University of Harvard and visiting scholar at University of Berkeley, USA; member of the permanent pool of referees of the European Science Foundation (2006-2013) and of the College of Reviewers of the European Science Foundation (2016-2023). Consultant of the  NWO -Netherlands Organization for Scientific Research.  Member of ISCTE's General Board. Coordinator of several collective research projects. Author of eleven Books, the last of which, "Key concepts in energy: technology, economy and History", Springer, was published in 2014. Author of academic articles published in the following journals: Energy Policy, Environment and History, Technology & Culture, Business History, Business History Review, Journal of the Philosophy of History, Journal of Global History, Contemporary European History, European Review of History- Revue Europeenne d'Histoire, Journal of Contemporary History, Política y Sociedad and LLul. Short articles can also be found in several International Encyclopedias and web sites. N.L. Madureira speaks fluently French and English.
Seminário de História I
Ana Mónica Fonseca é investigadora integrada no Centro de Estudos de Internacionais do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa (CEI-IUL), onde é igualmente Professora Auxiliar Convidada no Departamento de História. Entre 2006 e 2015 foi investigadora convidada no Instituto Português de Relações Internacionais da Universidade Nova de Lisboa (IPRI-NOVA). Concluiu o seu doutoramento em História Moderna e Contemporânea em 2011 no Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL) com uma tese intitulada «É Preciso Regar os Cravos!» A Social-Democracia Alemã e a transição portuguesa para a Democracia (1974-1976), que recebeu a Menção Honrosa do Prémio Vitor de Sá de História Contemporânea 2012 e também a Menção Honrosa do Prémio Fundação Mário Soares-EDP 2012. A sua tese de Mestrado em História das Relações Internacionais (ISCTE-IUL), que recebeu o Prémio Fundação Mário Soares em 2006, foi publicada em 2007: A Força das Armas: O apoio da República Federal da Alemanha ao Estado Novo (1958-1968) [Lisboa: MNE-ID, 2007]. As suas áreas de investigação incidem sobre as transições para a democracia na Europa do Sul, as relações luso-alemãs durante a Guerra Fria e a social-democracia europeia e a promoção da democracia. Tem publicado regularmente em revistas nacionais e internacionais (Journal of European Integration History, Portuguese Journal of Social Sciences, Ler História, Relações Internacionais), e participado em diversas obras colectivas.
Ciclo de Conferências | Ciclo de Conferências | Tese em História Moderna e Contemporânea | Tese em História Moderna e Contemporânea | Tese em História Moderna e Contemporânea
FORMAÇÃO ACADÉMICA: Grau: Doutoramento em História Social Contemporânea, na especialidade de História das Mentalidades e da Cultura Instituição: ISCTE-IUL (Lisboa) Data: 28-03-1996 Classificação: Aprovada com distinção e louvor por unanimidade Instituição: ISCTE-IUL   CENTROS DE INVESTIGAÇÃO: Membro do CIES-IUL - Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (ESPP) [História Moderna e Contemporânea] Sócio da Association for the Study of Nationalism and Ethnicity (London School of Economics and Political Science)   ORIENTAÇÕES: DOUTORAMENTO - Teses defendidas: - Rafael Almeida Serra Dias. Povos Irmãos? Os Brasileiros em Portugal: Disptas e Negociações Identitárias (1986-2007). Programa Inter-Universitário de Doutoramento em História, ISCTE-IUL (2016) - José Manuel Viegas Neves. Comunismo e Nacionalismo em Portugal. Política, Cultura e História no Século XX. Doutoramento em História Moderna e Contemporânea, ISCTE-IUL (2007) MESTRADO - Teses defendidas: - Pedro Pinto, O PCP e a Desagregação da URSS (1985-2007). Mestrado em História Moderna e Contemporânea. ISCTE-IUL (2018) - Salomão Arão Chipeco, O Fim da Guerra Fria na Imprensa Angolana. O Jornal de Angola (1988-1991). Mestrado em História Moderna e Contemporânea. ISCTE-IUL (2016) - Marcelina Macana Bungo, O Pensamento Político de Agostinho Neto no Contexto da Luta de Libertação Nacional em Angola. Mestrado em História, Defesa e Relações Internacionais, ISCTE-IUL (2015) - Pedro Castro. Os Banqueiros na Revolução (1974-75). Mestrado em História Moderna e Contemporânea. ISCTE-IUL (2014) - Davide Maldarella. Imprenditori italiani e trata dei coolies cinesi in America Latina (1847-1874). European Master in History, Università di Pisa & ISCTE-IUL (2013) - Rita Margarida Martins Viana. NATO: Aliança ou Organização de Segurança? Análise de 1991 a 2010. Mestrado em História, Defesa e Relações Internacionais, ISCTE-IUL (2012) - Rafael de Ávila Betencourt. O Discurso Contra-Hegemônico dos Direitos Humanos na Revolução Bolivariana. Mestrado em História Moderna e Contemporânea, ISCTE-IUL (2012) - Ana Matias. Imagens e Estereótipos da Sociedade Portuguesa sobre a Comunidade Chinesa. Mestrado em História Moderna e Contemporânea, ISCTE-IUL (2007) BIBLIOGRAFIA: Livros (autor)   A Invenção de Oliveira Martins. Política, Historiografia, Identidade nacional no Portugal contemporâneo (1867-1960). Lisboa. INCM. 2005   Artigos em revistas de circulação internacional com arbitragem científica   Um longo degelo: a guerra colonial e a descolonização nos ecrãs portugueses (1974-1994). Um inventário, Ler História, 2013, nº 65, p. 159-177   A guerra colonial e a descolonização vistas pelas sondagens de opinião (1973-2004). Nação e Defesa, 2011, 130, p. 267-295   Crescimento – Pobreza – Desigualdade. Assimetrias mundiais entre Estados e Regiões. Ler História, 2004, 46, p. 111-157 História nacionais: entre o passado e o futuro - apresentação / National histories: between the past and the future - introduction (Em colaboração com Magda Pinheiro). Ler História, 2001, 41, p. 5-13 O falso Portugal de Oliveira Martins. Ler História, 2000, 38, p. 57-86 O irmão inimigo. Revista da Universidade de Coimbra, 1999, 38, p. 203-220 Oliveira Martins historiador ou o problema da dupla vida de Portugal. Ler História, 1996, 30, p. 37-70 Entre silêncio e ouro. Sondando o milagre de Ourique na cultura portuguesa. Ler História, 1990, 20, p. 3-37 Na manhã fértil. Sondando o milagre de Ourique na cultura portuguesa. Ler História, 1988, 16, p. 3-28   Capítulos de livros   Da “ilusão bibliográfica” às Novas Biografias. In José Neves (ed.), Quem Faz a História. Ensaios sobre o Portugal Contemporâneo, Lisboa, Tinta-da-China, 2016, p. 101-113   A semente e os frutos. In M.J. Vaz, A. Pina & C. Maurício (eds.), Metamorfoses da Cultura. Estudos em Homenagem a Maria Carlos Radich, Edições CEHC, 2013, p. 9-11   O campo semântico de nação antes da Idade Contemporânea. In J.V. Serrão, M. Pinheiro e M.F.S.M. Ferreira (eds.), Desenvolvimento Económico e Mudança Social. Portugal nos últimos 2 séculos, Lisboa, Imprensa de Ciências Sociais, 2009, p. 601-612 História. In António Barreto e Maria Filomena Mónica (eds.), Dicionário de História de Portugal - Suplemento, Porto, Livraria Figueirinhas, Vol. VIII, 1999, p. 172-177 Uma cronologia de J.P.O. Martins. In Espólio Oliveira Martins (Esp. E 20) - Inventário. Lisboa, Instituto da Biblioteca Nacional e do Livro, 1995, p. 35-48   Outras contribuições em revistas de circulação internacional com arbitragem científica (exceto recensões críticas)   Hobsbawm, ou quando o nacionalismo inventa a nação. Ler História, 2012, 62, p. 113-116 Discriminação na União Europeia. Mundos separados, desígnios comuns. Ler História, 2007, 2, p. 213-220 Liberdade, Igualdade, Fraternidade no limiar do século XXI. Ler História, 2006, 50, p. 173-187 Recursos eletrónicos para o estudo da nação, etnicidade e sociedade global, Ler História, 2005, 48, p. 207-226   EDITOR ON-LINE: Editor do Site "Materiais para o Estudo da Nação, Etnicidade e Nacionalismo" (http://menen.dh.iscte.pt/index.htm)
Seminário Teórico-Metodológico I
Luís Miguel Carolino is an Assistant Professor at the Lisbon University Institute (ISCTE-IUL), Portugal, where he is also a researcher affiliated with CIES. He was Visiting Professor at the University of California, Berkeley (2019) and Federal University of Rio de Janeiro (2007). Before joining the History Department at the ISCTE-IUL, in September 2013, he held postdoc and research positions at the Institute and Museum of the History of Science (IMSS), Florence, Italy (2001-02), Museum of Astronomy and Related Sciences (MAST), Rio de Janeiro, Brazil (2002-07) and University of Lisbon, Portugal (2008-13). His main research interests concern History of Science, History of Learned Institutions and Early Modern Natural Philosophy, Cosmology and Astronomy, areas in which he has published extensively. Carolino is member of the International Commission of the History of Universities.
Seminário Teórico-Metodológico II
Seminário de História II
Paulo Teodoro de Matos is an historian and holds a PhD in Historical Demography. Since 2019 he is Assistant Professor at Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), Department of History. His main research activities are related to Historical Demography, Social History and History of the Portuguese Expansion. Recently he has been also interested in studying prices and wages in the Portuguese Indic Ocean, 1500-1650. He is the PI of the international research project “Counting Colonial Populations. Demography and the uses of statistic in the Portuguese empire, 1776-1875” and member of the research project "Local and European Wages in the Portuguese Ocean, 1500-1650: new sources and analytical tools". His latest article is "Early Portuguese Data for wage developments in India: Kannur (Cananor): 1516-1517" (Ler História, 2019).
Contactos
Candidatar
Voltar ao topo