Mestrado

Acreditações

Logótipo da A3ES

Acreditado
6 Anos
07 abr 2020
Registo DGES
Registo inicial R/A-Ef 1056/2011 de 18-03-2011
Registo de alteração
Contactos
Candidatar
Leccionado em Português

Corpo Docente para (2020/2021)

Directora
Desenho da Pesquisa | Dissertação em Educação e Sociedade | Dissertação em Educação e Sociedade | Estágio de 2º Ciclo | Sociologia do Desempenho Escolar
Teresa Seabra  (teresa.seabra@iscte-iul.pt) é licenciada em Pedagogia (1980) e em Sociologia (1989), mestre em Sociologia (1995) e doutorada em Sociologia (2008). Professora Auxiliar do Departamento de Sociologia do ISCTE-IUL. Diretora do curso de Mestrado em Educação e Sociedade. Investigadora integrada do CIES-IUL, desde 1993. Principais domínios de investigação: desigualdades sociais na educação; descendentes de imigrantes na escola; educação familiar; o efeito-escola nos resultados escolares. Autora e co-autora de diversos artigos em revistas científicas, capítulos de livros e livros. De entre as publicações, destaca-se o livro  Adaptação e Adversidade: o desempenho escolar dos alunos de origem indiana e cabo-verdiana no ensino básico, publicado em 2010 pelo Instituo de Ciências Sociais (ICS-UL).  Membro do Conselho Consultivo do Jornal de Sociologia da Educação da Associação Portuguesa de Sociologia (APS).
Sistemas Educativos Comparados | Sociologia do Desempenho Escolar
Susana da Cruz Martins, doutorada em Sociologia (da educação). Professora auxiliar no ISCTE- Instituto Universitário de Lisboa e investigadora no Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES). É membro do Observatório das Desigualdades e Diretora do Mestrado de Administração Escolar (na ESPP, ISCTE). Foi bolseira de Pós-doutoramento pela Fundação para a Ciência e Tecnologia e Gulbenkian Professorship pela F. C. Gulbenkian. Participou e coordenou projetos de investigação nacionais e internacionais. Sublinhe-se a coordenação nacional (em Portugal) do projeto europeu Eurostudent - Social and Economic Conditions of Student Life In Europe. É autora de um conjunto de publicações, nacionais e internacionais, sobretudo nas áreas das políticas de educação e do ensino superior, dos sistemas educativos comparados, e das desigualdades sociais.
Infância e Juventude: Perspetivas Transdisciplinares
Infância e Juventude: Perspetivas Transdisciplinares
Otávio Raposo é pesquisador integrado do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-IUL) e professor auxiliar convidado do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL). Desenvolve pesquisas nas áreas dos estudos urbanos, juventude, arte, segregação e migrações em Portugal e no Brasil que resultaram em artigos em revistas nacionais e internacionais. Está atualmente a pesquisar as práticas artísticas e os engajamentos políticos dos jovens das periferias de Lisboa, bem como as políticas públicas a eles dirigidas. Realizou diversos documentários, entre os quais “Nu bai. O rap negro de Lisboa” (2007) e “Na Quinta com Kally” (2019).
Educação ao Longo da Vida
Patrícia Ávila (patricia.avila@iscte.pt). Doutoramento e mestrado em sociologia. Professora Associada no Departamento de Métodos de Pesquisa Social da Escola de Sociologia e Políticas Públicas do Iscte. Investigadora Integrada no CIES-Iscte. Atualmente é diretora do Doutoramento em Sociologia (CIES e Iscte) e coordenadora do Grupo de Investigação "Sociedade do Conhecimento, Competências e Comunicação” do CIES-Iscte.  Tem participado em vários projetos de investigação sobre diferentes temáticas, com particular destaque para a literacia e leitura, competências, educação de adultos, ciência e sociedade, e metodologias de investigação em ciências sociais. É autora de vários artigos e livros.  
Planeamento e Avaliação de Educação e Formação
Pedro Abrantes é professor auxiliar do Departamento de Ciências Sociais e Gestão da Universidade Aberta e professor convidado do Mestrado em Educação e Sociedade, do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), instituição onde se licenciou e doutorou em Sociologia. Especializou-se nas áreas da educação, desigualdades sociais e percursos de vida. Durante os últimos quinze anos, tem participado em diversos projetos e atividades do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-IUL), tendo sido vogal da direção entre 2006 e 2012. Leccionoutambém nos Institutos Politécnicos de Santarém e Leiria, na Universidade de Lisboa e na Universidad Iberoamericana (México). Foi consultor em programas do Ministério da Educação e da Fundação Aga Khan, assim como investigador visitante da Universidad Complutense de Madrid (Espanha) e do Centro de Investigación en Estudios Superiores en Antropología Social (México).É membro da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação e da Associação Portuguesa de Sociologia, tendo nesta última coordenado a secção de Sociologia da Educação e sido membro da direção. Foi presidente de uma ONG e representante português numa rede europeia de organizações de comércio justo. É autor de 12 livros, 32 capítulos e 45 artigos científicos (20 em revistas internacionais). Foi, entre 2016 e 2020, Técnico Especialista do Gabinete do Ministro da Educação. Desde 2020, é Subdiretor-Geral da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência.
Desigualdades Sociais Contemporâneas
Renato Miguel do Carmo é professor associado do departamento de sociologia do ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa  e investigador no Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-IUL), Portugal. Atualmente é diretor do Observatório das Desigualdades e coordenador científico do COLABOR. Tópicos como as desigualdades socais e territoriais, o Estado social, as políticas públicas, as mobilidades espaciais, e o capital social têm sido os temas principais da sua investigação e dos projetos que coordenou e coordena. Recentemente publicou nas revistas: European Societies, Journal of Civil Society, Sociologia Ruralis, Time & Society, Sociological Research Online, Geoforum, Community Development, European Planning Studies, entre outras. Publicou 27 livros (19 como editor e 8 como autor e coautor), quatro dos quais publicados em editoras internacionais (Berghahn, Palgrave, Springer, Annablume). Preside ao grupo de trabalho sobre indicadores de desigualdades sociais do Conselho Superior de Estatística - Seção permanente de estatísticas sociais (INE). Desde a finalização do doutoramento recebeu vários prémios: prémios científicos ISCTE-IUL por artigos publicados em revistas internacionais com elevado impact factor em 2010, 2014, 2015, 2018; Prémio Bartolomeu Dias, para o melhor artigo publicado em revistas nacionais (no ano de 2008) na área dos estudos regionais (Associação Portuguesa de Desenvolvimento Regional, APDR); Prémio Especial Júri 2009, destinado a galardoar o melhor artigo da autoria de jovem investigador publicado na revista Análise Social em 2008, atribuído pelo artigo “Da Escala ao Território: para uma reflexão crítica do policentrismo”.  
Sociedade Educativa
Sandra Mateus é socióloga, doutorada em Sociologia pelo Iscte - Instituto Universitário de Lisboa (2014). Investigadora integrada no CIES-Iscte e professora auxiliar convidada no Iscte. Atualmente coordena o projeto europeu RaCIP (AMIF), centrado no reforço das capacidades das organizações que operam esquemas de Patrocínio Privado (PS) de apoio à integração de refugiados (2020-2023), e inicia um programa de investigação sobre as formas como as identidades e as pertenças dos jovens de origem mista são criadas em contextos familiares transnacionais. Tem investigado e ensinado nas áreas da educação, migrações, desigualdades sociais e juventude, com particular enfoque nos filhos dos imigrantes. Autora e coautora de várias publicações, comunicações e conferências. A sua experiência docente inclui unidades curriculares sobre "Sociedade Educativa" e "Descendentes de Imigrantes e Educação" no Mestrado em Educação e Sociedade do Iscte, e outras unidades como "Sociologia da Educação", "Políticas Educativas", "Integração em Processos Migratórios", e "Mediação Multicultural em Contextos Educativos". Inclui ainda a docência na Escola Superior de Educação de Lisboa (2011) e na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (2005). Foi formadora em várias instituições e com diversos públicos, incluindo professores, assistentes sociais, e animadores. Fez parte da equipa nacional de gestão do Programa Escolhas (2006-2008), coordenando a comunicação do programa, a área dos descendentes de imigrantes e a formação de equipas locais; e também fez parte do Grupo de Trabalho Informal para a Integração dos Filhos de Imigrantes, apoiado pelo ACIDI - Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural, IP. Neste Instituto, foi também membro da Bolsa de Formadores para a sensibilização sobre o acolhimento e integração de imigrantes. Entre 2009 e 2010, aprendeu e utilizou o Stand Up Comedy para divulgação pública da ciência, através da participação do projeto "Cientistas de Pé".
Infância e Juventude: Perspetivas Transdisciplinares
Tiago Lapa exerce funções como professor auxiliar e investigador integrado no CIES-IUL, na área da comunicação, no Departamento de Sociologia da Escola de Sociologia e Políticas Públicas do ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa. Coordena e/ou lecciona unidades curriculares de 1º, 2º e 3º ciclo nas áreas da sociologia da informação e das redes, comunicação e métodos de inquirição online. Tem cerca de 10 anos de experiência no ensino académico na área da sociologia e das ciências da comunicação, tendo leccionado unidades curriculares como Sociologia da Comunicação, Teorias da Comunicação e Competências Comunicacionais no ISCTE-IUL mas igualmente noutras instituições nacionais, como a ESECS do Instituto Politécnico de Leiria e a Universidade Europeia. É igualmente nesta área que tem efetuado orientações de mestrado e doutoramento, colaborado como revisor em publicações e participa em programas COST e Erasmus+ e em redes científicas de âmbito internacional como o World Internet Project e o European Media Coach Initiative, relacionados com os estudos da internet, a divisão digital e a literacia dos novos media. Também pertence ao conselho consultivo do Centro Internet Segura da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). O produto do seu trabalho científico tem sido publicado em formato de livros, capítulos e artigos em revistas indexadas de circulação internacional.  
Contactos
Candidatar
Voltar ao topo