Mestrado

Acreditações

Logótipo da A3ES

Acreditado
6 Anos
07 out 2013
Registo DGES
Registo inicial R/A-Ef 3377/2011 de 18-03-2011
Registo de alteração R/A-Ef 3377/2011/AL01 de 08-03-2016 | R/A-Ef 3377/2011/AL02 de 20-02-2020
Contactos
Candidatar
Leccionado em Português

O corpo docente, altamente qualificado, está ligado não apenas à investigação científica de topo através da ligação dos seus docentes ao Instituto de Telecomunicações, mas também à atividade empresarial. O contexto privilegiado do Iscte na área da gestão assegura uma formação diferenciada, potenciando a formação de engenheiros de qualidade, habilitados a trabalhar como quadros técnicos de topo.

Corpo Docente para (2020/2021)

Director
Sistemas Embebidos
Gestão Financeira de Empresas e Projectos I
José Carlos Dias holds a PhD degree in Finance from ISCTE-IUL Business School. He is currently Associate Professor in Finance (with Agregação) at the Department of Finance and Director of the PhD in Finance at ISCTE-IUL Business School. He was also the Director of the Master in Finance at ISCTE-IUL Business School. His current research interests include option pricing, structured products and exotic options, real options, and credit risk. He has published in the Journal of Banking and Finance, Quantitative Finance, European Journal of Operational Research, European Journal of Finance, Journal of Futures Markets, International Journal of Theoretical and Applied Finance, Review of Derivatives Research, Journal of Derivatives, and Applied Mathematics and Optimization.
Ética Profissional, Computação e Sociedade
Nuno David é professor no ISCTE - IUL. Ministra "Ética Profissional, Computação e Sociedade" e o módulo de Ética e Privacidade na unidade curricular "Segurança, Ética e Privacidade", nos cursos de Mestrado em Engenharia Informática e de Licenciatura em Ciência de Dados.É Encarregado de Proteção de Dados do ISCTE-IUL.Seus interesses incluem simulação social, modelos baseados em agentes, ética computacional, privacidade e proteção de dados, filosofia da ciência da computação, epistemologia das ciências sociais computacionais e, em particular, as implicações de abordagens computacionais e interdisciplinares para as teorias e metodologias das ciências sociais.É licenciado em Engenharia Informática pela Universidade de Coimbra, Mestre e Doutorado em Informática pela Universidade de Lisboa e Universidade de São Paulo, Brasil.  
Gestão Financeira de Empresas e Projectos I
Sistemas e Redes de Comunicação para Móveis Avançados
Américo Correia foi Director do Departamento de Ciências e Tecnologias da Informação do ISCTE-IUL de Junho de 2010 a Junho de 2013
Segurança em Redes e Sistemas de Informação
Nasceu em Lisboa em 1973. Licenciado em Informática e Gestão de Empresas, no ISCTE-IUL, em 1997. Mestre em Gestão de Sistemas de Informação, no ISCTE-IUL, especialização na área de Segurança de Informação, em 2004. Doutoramento em Arquitectura de Computadores e Sistemas Distribuídos, na Universitat Politécnica de Catalunya (Barcelona), em 2008. Desde 2020 que é Professor Associado no ISCTE-IUL, Departamento de Ciências e Tecnologias de Informação, em que leciona diversas unidades curriculares relacionadas com Segurança de Informação, Gestão e Desenvolvimento de Sistemas de Informação Web e Mobile-based, Gestão de Projetos de TIC e Empreendedorismo. Foi igualmente investigador na ADETTI-IUL, nas áreas de “Sistemas e Aplicações Distribuídas e Segurança de Informação”, “Gestão e Proteção de Propriedade Intelectual Digital” e “Desenvolvimento de SI para a Web e Mobile”, tendo estado integrado no grupo NUIGRAM (Natural User Interaction Graphics and Mobility). Desde Janeiro de 2015 que faz parte da ISTAR-IUL, estando integrado no grupo SSE (Software Systems Engineering), onde trabalha nas mesmas áreas de investigação. Investigador associado do DMAG – Distributed Multimedia Applications Group (UPC, Espanha). Desde 1996, que tem vindo a participar em múltiplos projetos nacionais e internacionais financiados pela FCT, União Europeia, pela Agência Espacial Europeia assim como por entidades privadas. É o autor e co-autor de dezenas de artigos e comunicações científicas em conferências internacionais, jornais e revistas assim como relatórios de projeto. É igualmente autor de diversos livros de desenvolvimento de aplicações com a linguagem de programação PHP. Membro da OWASP (Open Web Applications Security Project) e membro do capítulo português (desde 2007) colaborando na divulgação, organização de eventos e em alguns projetos da organização. Membro fundador da Associação Portuguesa para a Promoção da Segurança de Informação (AP2SI). Empreendedor em startups na área das TIC.
Armazenamento de Dados em Ambientes distribuídos
Catarina Ferreira da Silva é Professora Associada (2021), com Agregação em Ciências e Tecnologias da Informação (2020). Trabalha na área disciplinar de Sistemas de Informação no Departamento de Ciências e Tecnologias da Informação (DCTI) da Escola de Tecnologias e Arquitectura (ISTA) do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL). É membro integrado do grupo de Sistemas de Informação do centro de investigação ISTAR-IUL desde 2020. É também investigadora do grupo de Sistemas de Informação do Centro de Informática e Sistemas da Universidade de Coimbra (CISUC) desde 2009. Co-orientou 3 teses de doutoramento defendidas e está a co-orientar 5 outras teses de doutoramento em curso. Co-organizadora da escola de Inverno IoT and Blockchain for smart cities (2020), ISCTE-IUL, ISTAR-IUL. É, desde 2020, membro do painel de especialistas do Observatório e Fórum Europeu de Blockchain. O Observatório e Fórum de Blockchain da UE é uma iniciativa patrocinada pela Comissão Europeia, Direcção-Geral de Redes de Comunicações, Conteúdo e Tecnologia. Chamada de artigos, special issue on Energy Efficiency of Blockchain and Distributed Ledger Technologies, revista Energies, ISSN 1996-1073, factor de impacto 3.004, Web of Science Core Collection, classificação Scopus quartil Q1, data limite 31/12/2021. Participou em vários projectos financiados por fundos Europeus (Keystone, Nebula, Trust, Towntology, Tempus Mitcon, CONNIE, FUNSIEC, SPICE), esteve envolvida na coordenação dos projectos financiados por fundos Europeus Bliss - Blockchain for ICT Professionals (2017-2020) e VET4APPS (2014-2016), os quais ambos receberam a distinção Exemplo de boas práticas da Comissão Europeia. Entre Outubro de 2019 e Janeiro de 2021 foi Professora Auxiliar do DCTI, ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa. Entre 2013 e 2019 foi Professora Associada do Departamento de Engenharia Informática do Instituto Universitário Tecnológico da Universidade de Lyon 1, Campus LyonTech-La Doua, França. Foi também, durante esse período, Investigadora Integrada membro da equipa Service Oriented Computing (SOC) do CNRS Laboratory of Informatics on Images and Information Systems (LIRIS UMR 5205) de Lyon. Entre 2009 e 2012 foi Investigadora Auxiliar na Universidade de Coimbra, membro do grupo de Sistemas de Informação do CISUC, Coimbra.   Em 2008 e 2009, foi Professora Convidada do Departamento de Informática da Universidade de Lyon 1 e Investigadora membro da equipa SOC do laboratório LIRIS UMR 5205, França. Entre 2004 e 2007, durante a preparação do seu doutoramento em Informática, trabalhou como Engenheira Investigadora no Departamento de Tecnologias de Informação e Disseminação de Conhecimento (Divisão de Inovação e Serviços) do Centro Científico e Técnico para a Construção (CSTB) de Sophia-Antipolis, França. De 2004 a 2006 foi monitora de ensino no Departamento de Informática do Instituto Universitário Tecnológico (IUT) da Universidade Côte d'Azur, Nice e Sophia-Antipolis, França. Catarina Ferreira da Silva estudou na Universidade de Aveiro (Licenciatura pré-Bolonha, 1994-1999), na Universidade de Coimbra (pós-graduação, 2001-2002), no Instituto Nacional de Ciências Aplicadas de Lyon (Mestrado em Informática – Sistemas de Informação, 2002-2003) e na Universidade de Lyon 1 (Doutoramento em Informática, 2004-2007). Linkedin.com     Publons     
Redes Ópticas
Inteligência e Gestão de Redes e Serviços
Rui J. Lopes nasceu a 21 de Abril de 1970 em Lisboa. Licenciou-se em Engenharia Electrotécnica e de Computadores em 1993 pelo Instituto Superior Técnico da Universidade Técnica de Lisboa onde também obteve o grau de Mestre em Engenharia Electrotécnica e de Computadores em 1996 desenvolvendo trabalhos de simulação de sistemas de comunicações móveis sob a orientação do Professor José Manuel Brázio. Em 2005 obteve o grau de Doutor em Computer Science pela Universidade de Lancaster, Reino Unido, como resultado da investigação sobre sistemas multimédia distribuídos para suporte à norma ISO/MPEG-7, sob a supervisão do Professor David Hutchison. A sua actividade profissional tem sido dividida entre o ensino no sistema de ensino superior e a investigação. Iniciou a sua actividade docente em Outubro de 1996 como Assistente do 1º Triénio na Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Castelo Branco onde contribuiu para o início do Bacharelato em Engenharia Electrotécnica e de Telecomunicações. Entrou para o Departamento de Ciências e Tecnologias da Informação do ISCTE em Outubro de 1997 onde é, desde Outubro de 2005, Professor Auxiliar. Tem leccionado unidades curriculares dos três ciclos de estudos em diferentes áreas, principalmente em ciência de redes, redes de computadores e serviços em rede. Supervisionou o trabalho de mais de uma dúzia de disertações de mestrado e cinco teses de doutoramento, duas das quais já  concluídas com a classificação mais elevada. Para além da sua actividade docente, contribuiu significativamente para a actividade do ISCTE tendo promovido vários programas de internacionalização (v.g., Erasmus e IAESTE) e foi, entre Janeiro de 2018 e Setembro de 2020, o director do programa doutoral em Ciências da Complexidade (leccionado em conjunto com a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa). A sua actividade de investigação foi desenvolvida principalmente no Instituto de Telecomunicações (IT) e centra-se no estudo de sistemas complexos e redes com várias áreas de aplicação: dos sistemas multimédia em rede aos sistemas sociais. Neste contexto, está particularmente interessado no estudo e caracterização de processos e mecanismos dinâmicos em hiperredes multicamada. No seu currículo Ciência Vitae os termos mais frequentes no contexto da produção cultural, científica, tecnológica e artística são: futebol; anotação; aplicação móvel; distribuição; crowd-sourcing; Multilevel hypernetworks; Dinâmica; Sinergias de equipas; Comportamento colectivo de equipas; Análise de desempenho; Sistemas complexos; Redes; Clustering.  
Contactos
Candidatar
Voltar ao topo