Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior

O concurso nacional de acesso é a forma de ingresso no ensino superior público mais usada pelos estudantes que concluem o ensino secundário. No concurso nacional de acesso, o candidato pode concorrer até seis pares instituição/curso, isto é, seis combinações diferentes de instituições e cursos, que indica por ordem de preferência.

Condições gerais de acesso

  • Estudantes com nacionalidade portuguesa, nacionais de um estado membro da União Europeia, ou que vivam em Portugal legalmente há mais de 2 anos (pode ser também o pai ou a mãe que vivam em Portugal há mais de 2 anos e cujos filhos passem a residir com eles).
  • Estudantes titulares de um curso de ensino secundário português, ou de habilitação legalmente equivalente.
  • Estudantes que tenham realizado nesse ano, ou nos últimos dois anos, os exames nacionais correspondentes às provas de ingresso exigidas para os diferentes pares instituição/curso, tendo obtido nas mesmas a classificação mínima fixada.
  • Estudantes que cumpram os pré-requisitos fixados para o par instituição/curso pretendido.
  • Estudantes que tenham obtido, na nota de candidatura, a classificação mínima fixada.
  • Para os estudantes com ensino secundário estrangeiro titulares de cursos legalmente equivalentes ao ensino secundário português, as provas de ingresso podem ser substituídas por exames finais de disciplinas daqueles cursos. 

Condições gerais de acesso ao ISCTE-IUL

  • Estudantes com aprovação num curso do ensino secundário, ou habilitação legalmente equivalente.
  • Estudantes que tenham realizado as provas de ingresso exigidas para o curso e ter obtido nessas provas uma classificação igual, ou superior, a 9,5 valores.
  • Estudantes com nota de candidatura igual ou superior ao valor mínimo fixado pelo ISCTE-IUL: 10,0 valores.

Provas de ingresso e exames nacionais

Para o ingresso ao ensino superior é necessário realizar os exames nacionais correspondentes às provas de ingresso exigidas para os diferentes pares instituição/curso que pretende concorrer. Estas condições são divulgadas anualmente no Guia de Candidatura, assim como o número de vagas a abrir para cada curso em cada instituição de ensino superior.

Em relação à sua validade, os exames nacionais podem ser utilizados como provas de ingresso no ano da sua realização e nos dois anos seguintes.

Vagas

As vagas para cada par instituição/curso são fixadas anualmente pelas próprias instituições. As vagas fixadas são colocadas a concurso logo na 1.ª fase. De uma forma geral, nas 2.ª e 3.ª fases existem as vagas que não foram utilizadas por candidatos colocados e matriculados na(s) fase(s) anterior(es).

Apenas na 1.ª fase existem contingentes especiais de vagas. Os candidatos que não obtenham colocação por esta via, no processo de seriação, podem ainda concorrer às vagas do contingente geral nas fases seguintes.

ver diagrama de acesso

Fases e calendário

O concurso nacional realiza-se no final do ano letivo e organiza-se em três fases, segundo o calendário anualmente aprovado pela DGES.

Os candidatos podem concorrer a várias fases do concurso. Contudo, é importante realçar que a colocação na 2.ª ou 3.ª fases anula automaticamente a matrícula/inscrição na fase anterior.

Candidatura

  • Senha de acesso, que deve ser pedida em https://www.dges.mctes.pt/online/.
  • Ficha ENES, que deve ser pedida na secretaria da escola onde foram realizados os exames nacionais, e apenas depois de conhecidos os resultados (válida apenas no ano de candidatura).
  • Ficha de pré-requisitos, caso o par instituição/curso o exija.
  • Bilhete de identidade ou cartão do cidadão, sendo necessária a identificação (BI ou CC) da pessoa que demonstra exercer o poder paternal ou tutelar caso o candidato seja menor de idade.

 O candidato pode concorrer até seis pares instituição/curso, isto é, seis combinações diferentes de instituições e cursos, os quais se indica por ordem de preferência. A candidatura online é a forma mais prática e célere de concorrer ao ensino superior.

Índice de cursos

Os pares instituição/curso organizados por diversos critérios podem ser consultados online. 

ver mais

Voltar ao topo