Notícias

institucional • 29 nov 2019
CM Fundão e Direção-Geral de Energia e Geologia vencem Prémio de Políticas Públicas do ISCTE

A Câmara Municipal do Fundão e a Direção Geral de Energia e Geologia venceram a primeira edição do Prémio IPPS-ISCTE Políticas Públicas, respetivamente nas categorias de Administração Local e Administração Central, que contou com um total de 66 candidaturas a concurso. “O elevado número de candidaturas a este Prémio é um sinal muito positivo do interesse na Administração Pública”, afirmou Alexandra Leitão, ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, que esteve presente na sessão de entrega dos prémios que decorreu no ISCTE e que teve como anfitrião Ricardo Paes Mamede, presidente do IPPS-ISCTE.

 

O projeto do município do Fundão estabelece a inclusão das ciências da computação no plano de estudos dos alunos do 1º. ciclo, reforçando com isso a preparação para uma sociedade digital através do ensino da programação desde o início da escolaridade. “Hoje em dia saber programar é tão importante como era saber ler e escrever há duas gerações”, explicou a representante da autarquia premiada. Os municípios de Loulé, Torres Vedras e Valongo e a Administração Regional de Saúde do Alentejo eram os restantes finalistas na categoria de Administração Local.

 

O projeto Tarifa Social de Energia – Procedimento Automático foi distinguido na categoria de Administração Central. “É um apoio social que permite um desconto sem quaisquer custos financeiros ou burocráticos para o consumidor de energia”, sustentou o representante da Direção-Geral de Energia e Geologia ao apresentar o projeto. “É feita uma interoperabilidade entre sistemas de informação da Administração Pública e, após validação automática, é aplicado um desconto na tarifa de acesso às redes de eletricidade e gás natural”. Entre os finalistas na categoria de Administração Central estavam ainda a Agência Portuguesa do Ambiente, o Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses e o Instituto de Informática e Instituto da Segurança Social.

Voltar ao topo