Notícias

institucional • 19 set 2019
Nunca desistam de estudar. O ISCTE é um lugar para crescer e descobrir vocações.

O ISCTE é “um lugar para a descoberta e para a concretização dos sonhos e das múltiplas vocações” de cada um de nós, afirmou Maria de Lurdes Rodrigues, Reitora do ISCTE, na sessão de acolhimento dos novos alunos.

A Reitora incitou os alunos que agora iniciam as suas licenciaturas a “nunca desistirem de estudar”, mesmo quando assaltados por angústias quanto ao futuro profissional, mas também a “estarem disponíveis para descobrir as múltiplas vocações que cada um transporta”. Para isso – recordou – “precisamos de querer, mas sobretudo precisamos de trabalhar”.

Embora reconhecendo que “o diploma que vão obter tem um valor em si mesmo”, Maria de Lurdes Rodrigues acrescentou que “importa igualmente que cada um encontre realização pessoal”. “O ISCTE é um espaço onde todos podem crescer”, concluiu

O Welcome Day do ISCTE, evento para receber os novos estudantes de licenciatura, decorreu durante todo o dia, com várias atividades, entre elas, a sessão no Grande Auditório, a se seguiram momentos similares nas quatro escolas: Ciências Sociais e Humanas, Sociologia e Políticas Públicas, Tecnologias e Arquitetura e Business School.

Após a intervenção da Reitora, seguiram-se João Fernandes (presidente da Associação de Estudantes do ISCTE), Francisco Sousa e Ana Margarida Salsinha (ambos vice-presidentes da AEISCTE), que aproveitaram para falar do papel da Associação de Estudantes, salientando as vantagens e características da adesão à mesma. Nas palavras de João Fernandes, “mais do que estudos, existe uma vida além disso aqui no ISCTE. A Associação de Estudantes está aqui para tentar ultrapassar barreiras e enriquecer a vossa experiência”.

Por último, os docentes Pedro Adão e Silva e José Crespo de Carvalho relembraram algumas memórias dos seus tempos de estudantes e admitem “continuar a perder-se nos corredores do ISCTE”.

Para Pedro Adão e Silva, a grande conquista da universidade é uma mudança de visão sobre o mundo e as relações sociais. “Entrei no ISCTE sem óculos e saí daqui com óculos, sendo que esses óculos significam a capacidade de enfrentar e resolver novos desafios”. Já José Crespo de Carvalho, também no campo das metáforas e falando do próprio desafio que é dar aulas quando um avião sobrevoa o ISCTE, o que é muito frequente, defendeu que o objetivo do ISCTE é “que os alunos voem cada vez mais alto”.

Na primeira fase de acesso ao Ensino Superior foram colocados no ISCTE cerca de 1100 alunos, o que preencheu totalmente as vagas das 17 licenciaturas, incluindo a estreante Ciência de Dados.

Intervenção da Reitora: vídeo

Reportagem fotográfica

Voltar ao topo