THE University Impact Rankings

 

ISCTE nas melhores universidades do mundo no cumprimento do desenvolvimento sustentável

O ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa integra o The University Impact Rankings, o novo ranking da Times Higher Education, que classifica o desempenho das instituições de Ensino Superior no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas. O ISCTE assegurou uma posição global no top 300, ao conseguir uma classificação em oito dos 11 ODS definidos nesta edição do ranking.

O ISCTE destaca-se principalmente no indicador Educação de Qualidade (81º), onde conseguiu garantir um lugar no top 100. Outro dos destaques é a posição do ISCTE no objetivo da Igualdade de Género. A posição entre o lugar 101-200 garante a melhor classificação entre as universidades portuguesas.

Destacou-se ainda nas áreas da: Paz, Justiça e Instituições Eficazes (101-200º), Produção e Consumo Sustentável (101-200º), Indústria, Inovação e Infraestruturas (101-200º), Cidades e Comunidades Sustentáveis (101-200º), Saúde de Qualidade (301º+) e ainda Parcerias para implementação dos objetivos (301º+).

 

Número ODS

Objetivo Desenvolvimento Sustentável

ISCTE-IUL rank

3

Saúde de Qualidade

301+

4

Educação de Qualidade

81

5

Igualdade de Género

101-200

9

Indústria, Inovação e Infraestruturas

101-200

11

Cidades e Comunidades Sustentáveis

101-200

12

Produção e Consumo Sustentáveis

101-200

16

Paz, Justiça e Instituições Eficazes

101-200

17

Parcerias para a implementação dos objetivos

301+

 

Sobre o THE University Impact Rankings

Este é o primeiro ano deste novo ranking da Times Higher Education (THE). O THE University Impact Rankings pretende avaliar o desempenho das Instituições de Ensino Superior em implementar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pelas Nações Unidas. Os 17 objetivos foram adotados pelas Nações Unidas em 2016 e pretendem ser uma ferramenta para desenvolver o mundo de uma forma mais sustentável.

A primeira edição deste ranking vai avaliar o desempenho das instituições em apenas 11 dos 17 ODS. Este ano participaram mais de 450 instituições de 75 países neste que é o primeiro ranking global para avaliar o trabalho das Universidades nesta área.

 

logo2
Voltar ao topo