Publicação

Toda a produção científica de um autor constitui o seu Curriculum Vitae e, em última análise, contribui para a produção científica da instituição onde leciona e/ou onde trabalha.

É muito importante que o autor cumpra as regras de identificação da instituição em todas as suas publicações. No ISCTE-IUL esta regra está definida no Despacho 116/2015 do Reitor do ISCTE-IUL de 1 de dezembro de 2015 e estabelece que a identificação do autor deverá ser feita do seguinte modo:

Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), Lisboa, Portugal

Ou

Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), Unidade de Investigação, Lisboa, Portugal

 

Ver também Identificadores de autor e visibilidade.

 

Onde publicar?

  • Em revistas de reconhecida qualidade
  • Em revistas de âmbito internacional
  • Em revistas indexadas
  • Em revistas de acesso aberto

 

Como escolher uma revista indexada da minha área?

Tendo em consideração o pressuposto de que uma revista indexada tem qualidade, âmbito internacional e cumpre todos os requisitos da revisão por pares necessários, é desejável publicar numa destas revistas.

  - Como identificar uma revista indexada na Web of Science?

No Journal of Citation Reports (JCR) podemos pesquisar as revistas indexadas na Web of Science por título ou por Web of Science category (área temática da WoS).

 - Como identificar uma revista indexada na Scopus?

No Scimago Journal Ranking ou Scopus sources podemos pesquisar as revistas indexadas na Scopus por título ou por área temática.

Nota importante: todas as revistas indexadas na Scopus estão no Scimago Journal Ranking (SJR) mas o oposto não acontece. Assim, para obter informação adicional e de acesso gratuito pode usar-se o SJR mas, para garantir que a revista se encontra na Scopus deve confirmar-se no Scopus sources.

 

Como escolher uma revista pelo seu impacto?

Journal Impact Factor (JIF) é o indicador de impacto de uma revista no Journal of Citation Reports. É possível ver qual o JIF de uma revista pesquisando por título no JCR ou diretamente do registo da Web of Science através do link View Journal Information.

O JIF mais recente é sempre o do ano anterior uma vez que corresponde a todas as citações a uma revista no ano do JCR a itens publicados nos dois anos anteriores, divididos pelo número total de scholarly items/citable documents (i.e. artigos, reviews e proceedings) publicados na revista nesses dois anos. Um JIF de 2.5 significa que em média, os artigos publicados há 1 ou 2 anos foram citados 2,5 vezes.

O Scimago Journal Rank Indicator (SJR) é o indicador de impacto de uma revista no Scimago Journal Rank onde pode ser pesquisado por título.

O SJR expressa a média ponderada (através de um algoritmo baseado no prestígio de uma revista) de citações recebidas num determinado ano pelos documentos publicados na respetiva revista nos 3 anos anteriores.

O que é o quartil?

Um quartil é qualquer um dos três valores que divide o conjunto ordenado de dados em quatro partes iguais e, assim, cada parte representa 1/4 da amostra.

Assim:

Q1 =  é o valor aos 25% de topo da amostra ordenada por JIF/SJR

Q2 =  é o valor até ao qual se encontra 50% da amostra ordenada por JIF/SJR

Q3 =  valor a partir do qual se encontra 75% da amostra ordenada por JIF/SJR

O quartil aplica-se ao JIF e ao SJR quando as revistas se encontram ordenadas por indicador do mais alto para o mais baixo.

O quartil permite comparar revistas de áreas temáticas distintas uma vez que atribui um parâmetro relativo à área temática. Uma revista que está no Q1 da sua área temática pode ser comparada a qualquer outra revista de Q1 mesmo que o JIF ou o SJR sejam totalmente diferentes.

 

Saber mais

Para facilitar esta escolha apresentamos, a partir dos links abaixo, um conjunto de listagens resultantes do levantamento de publicações periódicas em algumas das áreas científicas do ISCTE-IUL indexadas no JCR, ordenadas pelos respetivos fatores de impacto e com a indicação da sua existência ou não na B-on. Com este trabalho, e respetiva divulgação, pretendemos contribuir para um conhecimento mais aprofundado dos conteúdos existentes na B-on e, mais especificamente, para o conhecimento da relevância científica dos mesmos, atribuída pelo respetivo fator de impacto.

Voltar ao topo