Políticas Públicas de Segurança e Defesa

Contactos
Candidate-se 

Corpo Docente para (2017/2018)

Instituições e Politicas de Segurança Internacional
Defesa Nacional: Politicas, Atores e Processos de Decisão | Seminário de Temas Contemporâneos em Segurança e Defesa I | Seminário de Temas Contemporâneos em Segurança e Defesa II
Democracia, Opinião Pública e Defesa Nacional
Instituições e Politicas de Segurança Internacional
Luís Nuno Rodrigues é Doutorado em História Americana pela Universidade do Wisconsin e em História Moderna e Contemporânea (especialidade História das Relações Internacionais na Época Contemporânea) pelo ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa. Actualmente é Professor Associado com Agregação no Departamento de História do ISCTE-IUL, onde coordena o Doutoramento em História, Defesa e Relações Internacionais (em parceria com a Academia Militar) e o Mestrado em Estudos Internacionais. Desde 2013 é Director da revista Portuguese Journal of Social Science e, desde 2016, Director do Centro de Estudos Internacionais (CEI-IUL). Em 2006 e 2008 foi Visiting Professor na Brown University, Estados Unidos da América. As suas áreas de especialização são a História de Portugal do século XX, a História das Relações Internacionais e a História dos Estados Unidos da América. Orientou várias dezenas de teses de Doutoramento e de Mestrado e organizou numerosos colóquios, conferências e seminários, tendo apresentado comunicações orais num número considerável de eventos similares. É autor de 9 livros, coordenador de outros 7 e publicou 46 capítulos de livros ou entradas em obras colectivas e 24 artigos em revistas especializadas. A sua obra Kennedy-Salazar: A Crise de Uma Aliança. As Relações Luso-Americanas entre 1961 e 1963, publicada em 2002, foi galardoada com os Prémios Fundação Mário Soares e Aristides Sousa Mendes. Entre as suas publicações mais recentes contam-se o livro Spínola, publicado pela Esfera dos Livros em 2010, e a obra colectiva intitulada Perceptions of NATO and the New Strategic Concept, que editou com Volodymyr Dubovyk. Coordena presentemente um projecto de investigação sobre o Corpo do Estado-Maior português no século XX.
Administração Pública, Práticas Culturais e Políticas de Segurança
Carreira multidisciplinar, com licenciatura em jornalismo e comunicação, pós-graduação em sociologia e doutoramento em ciência política. Recebi bolsas de doutoramento em Portugal e no México, uma bolsa de doutoramento na Argentina e um convite para ser investigado visitante na na LSE, em Londres. Actualmente sou investigador do CEI-IUL / ISCTE em Lisboa, Portugal. Em 2009 obteve o doutoramento em Ciência Política na Universidade de Salamanca, Espanha, com uma dissertação que se converteu no meu primeiro livro: Retórica, política e administração pública. Por quê as reformas administrativas? (CLACSO e Universidade Autónoma Metropolitana, 2011). Alem desse trabalho, publiquei outro livro (Ser violento - Capital Intelectual, 2013), bem como 20 artigos em revistas indexadas. Publiquei também várias publicações não-académicas como relatórios institucionais/de consultoria, policy papers, e artigos em jornais e blogs especializados. Fui leader researcher e coordenador de projectos internacionais financiados pela Comissão Europeia e de projectos nacionais com fundos públicos. Coordenei Escolas de Verão sobre Transparência, Integridade e Luta contra a Corrupção e sobre Estudos Latino-Americanos no Instituto Universitário de Lisboa. Desde 2013, tenho leccionado cursos, seminários e conferências em universidades do México, Argentina, Espanha e Portugal (Mestrados e Doutoramentos). Trabalhei como jornalista (rádio e jornal) durante cinco anos, e continuo a colaborar com jornais de América Latina e Europa.
Direito da Defesa Nacional | Economia e Defesa Nacional
Análise e Desenho de Políticas Públicas
MARIA DE LURDES REIS RODRIGUES Local e data de nascimento: Lisboa, 19 de Março de 1956 Nacionalidade: portuguesa Qualificações académicas 2003 Provas de Agregação em Sociologia no ISCTE-IUL 1996 Doutoramento em Sociologia no ISCTE-IUL 1984 Licenciatura em Sociologia no ISCTE-IUL Cargos e situação profissional actual Desde 1 de Maio de 2010 Presidente do Conselho Executivo da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD) Desde Novembro de 2010 Docente no Departamento de Ciência Política e Políticas Públicas do ISCTE-IUL Cargos e actividades anteriores 2005-2009 Ministra da Educação, desde 12 de Março de 2005 a 25 de Outubro de 2009 1986-2005 Docente no Departamento de Sociologia do ISCTE-IUL, na Licenciatura de Sociologia e investigadora do CIES, Centro de Investigação e Estudos em Sociologia. 2004-2005 Presidente do Conselho Científico do ISCTE-IUL 1997-2002 Presidente do Observatório das Ciências e das Tecnologias do Ministério da Ciência e da Tecnologia. 1999-2002 Representante nacional no Grupo Indicadores para a Sociedade da Informação (WPIIS) da OCDE. 1996-2002 Representante nacional no Working Party of R&D and Innovation Survey, do Eurostat. 1996-2002 Representante nacional no Grupo NESTI (Working Party on National Experts on Science and Technology Indicators) da OCDE. 1985-1989 Participação nos trabalhos de instalação do Arquivo Histórico-Social na Biblioteca Nacional de Lisboa. 1978-1985 Actividade profissional e funções de direcção, coordenação e consultoria, em diferentes instituições públicas e privadas, nos domínios da gestão dos recursos humanos e da formação profissional. - Autora de diversos trabalhos publicados, com especial destaque nas áreas de Sociologia das Profissões, Sociedade da Informação e da Análise de Políticas Públicas. - Coordenação de projectos de investigação e grandes operações de inquérito. - Orientação de teses de mestrado e doutoramento.
Indicadores e Estatísticas em Políticas Públicas
Professor Auxiliar e Diretor do Departamento de Métodos de Pesquisa Social; Investigador do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia; Membro da Comissão de Coordenação Científica e da Equipa do Observatório das Desigualdades.
Economia e Defesa Nacional
Sandro Mendonça é Professor Auxiliar do Departamento de Economia do ISCTE Business School. Encontra-se a exercer funções na Administração da Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) desde 9 de Fevereiro de 2018. O seu trabalho tem incidido primeiramente sobre economia da inovação e política industrial. Tem também desenvolvido actividade na área da prospectiva estratégica e no campo dos estudos de segurança e defesa. Em 2012 foi "Visiting Fellow" do King's College, London. Desde 2013 é "Associate Faculty" do SPRU, University of Sussex, e "Fellow" do German Marshall Fund of the United States. Em 2015 foi nomeado "European Young Leader" pela Fundação Friends of Europe. Desde 2012 tem desenvovido trabalho de docência e orientação nos Programas Doutorais coordenados pelo ISCTE e que são reconhecidos pelo Ministério da Educação da República Popular da China, nomeadamente na Southern Medical University (Cantão) e na University of Electronic Science & Technology of China (Chengdu).   Foi membro da Comissão Executiva do Obercom - Observatório da Comunicação (www.obercom.pt) de 1998 a 2008. Foi Gestor Científico no CYTED - Programa Ibero-Americano de Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento, entre Janeiro de 2014 e Dezembro de 2017 cumprindo dois mandatos, seguindo agora na qualidade de Assessor (www.cyted.org). Foi Director da Licenciatura de Economia durante dois mandatos e é membro do Conselho Científico do ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa.  Na sua trajectória foi perito junto do INPI, da FCT, da Fundação Gulbenkian, entre outras entidades incluindo Câmaras Municipais (Amadora, Lisboa) e Ministérios (Finanças, Economia). Elaborou projectos e actuou como consultor junto de várias empresas, como a INCM, idD/Indústrias de Defesa, Riopele, Efapel, entre outras, bem como associações empresariais e sectoriais como a COTEC, IFF, Centromarca ou Câmaras de Comércio. Ao nível internacional tem desenvolvido trabalho em várias capacidades para várias organizações (European Research Council, CEN - Comité Europeu de Normalização, ENCoRe - European Network for Conflict Research, rede OceanGov, entre outras). O seu trabalho tem sido citado em relatórios de organizações como a Comissão Europeia, OCDE, US Census Bureau, CPB Netherlands Bureau for Economic Policy Analysis, Canada School of Public Service, The Centre of Excellence for National Security (Singapura), várias agências das Nações Unidas (UNIDO, OMPI, UNESCO), etc. Em Portugal o seu trabalho embasou as "Normas Portuguesas" 4456 e 4455, e a nível Europeu integrou a "Especificação Técnica" TC 389 WI 00389004 (TC 389 WG4 N 111 - prCEN TS 16555-3). Assina uma coluna de comentário na revista de bordo da TAP ("Up") e já manteve colunas de opinião nos jornais "Público", "Diário de Notícias" e "Diário Económico". Aquando da sua nomeação para a ANACOM assinava um espaço semanal no  jornal "Expresso".  
Comunicação Política (Ch)
Planeamento de Políticas Públicas
Voltar ao topo
Aviso de cookies
Este portal utiliza cookies e outras tecnologias na navegação do site ...