Pós-Graduação em Culturas Visuais Digitais
História Moderna ontemporânea

Apresentação

As candidaturas para este curso estão encerradas no ano letivo 2016/17.
Esta pós-graduação oferece a oportunidade de aprender antropologia visual e dos media e fornece treino específico no uso das tecnologias audiovisuais digitais como formas de registo etnográfico, documental e como instrumentos inovadores/experimentais para comunicar saber antropológico. Conta com a participação de docentes (nacionais e estrangeiros) especializados nestas áreas e permite a transferência de créditos para a frequência do Mestrado em Antropologia.

Esta pós-graduação envolve o Departamento de Antropologia e o Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA-IUL) e conta, na sua edição 2015-16, com especialistas convidados nesta área das culturas visuais digitais decorrentes de parceiras entre o curso e algumas instituições: Fundacão para a Computação Científica Nacional, Binaural-Nodal, LeftHandRotation, UTAD, CORAN, Laboratório de Filme Etnográfico da Universidade Federal Fluminense (Brasil), entre outras. O curso prevê a realização de projectos finais de digital storytelling (narrativas digitais) em temas e formatos diversos.

Os destinatários deste curso são estudantes e/ou profissionais com formação nas áreas das ciências humanas, artes e tecnologias que pretendam desenvolver projectos criativos de enfoque antropológico usando tecnologias audiovisuais digitais. É de salientar que, para além da componente de formação teórica (24 créditos), uma parte significativa do curso (36 créditos) será dedicada ao trabalho prático. O curso dispõe de um Laboratório de Imagem equipado com tecnologias de captação e edição de imagem e som e parcerias com diversas instituições para formação especifica.

Através deste curso, o aluno reunirá competências nas seguintes áreas:

Uma introdução teórica à área contemporânea da Antropologia Visual. Através do estudo da história desta disciplina (que tem sido central na produção antropológica), o aluno aprenderá a analisar criticamente as mudanças epistemológicas significativas que foram impostas através do desenvolvimento de tecnologias visuais (em particular, a passagem do analógico para os meios de comunicação digitais). No entanto, as competências adquiridas serão sempre utilizadas de modo a levantar questões mais amplas sobre o conhecimento antropológico em geral.

O aluno desenvolverá competências sobre como conduzir pesquisa etnográfica sobre meios de comunicação contemporâneos, tais como redes sociais virtuais (Facebook, Flickr, Twitter), podcasts, sites de partilha de imagem, exposições interactivas, performance, novo cinema, vídeo, etc., assim como explorará as políticas e o papel social de tais meios.

Os alunos serão, de igual modo, introduzidos à prática de realização de filmes e edição de som e imagem. Serão fornecidas competências para a condução de pesquisa etnográfica com recurso a meios de comunicação digitais, problematizando os diferentes contributos que tais meios de comunicação propiciam para a compreensão do universo social.

Por fim, a introdução prática às tecnologias de imagem contemporânea facultar-lhes-á conhecimentos sobre a utilização das mais recentes tecnologias com vista à comunicação do conhecimento antropológico.

A área científica predominante do curso é a Antropologia, particularmente nas subáreas da antropologia visual e antropologia dos media.

Para mais informação consulte:


Coordenador do Curso
Prof. Doutor Filipe Reis
CONTACTOS
Escola de Ciências Sociais e Humanas do ISCTE- Instituto Universitário de Lisboa
Avenida das Forças Armadas
1649-026 Lisboa PORTUGAL
Telefone: +(351) 21 0464016
Video Center 40 Anos iscte-iul associação de estudantes clube iscte-iul loja online